Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
No Limite / EITA!

Ex-No Limite faz tratamento para remoção de marcas da varíola dos macacos: "Estamos cuidando"

Matheus Pires inicia tratamento para remoção de marcas da varíola dos macacos e ainda não tem previsão de alta; veja

Redação Contigo! Publicado em 11/07/2022, às 19h28

Ex-No Limite faz tratamento para remoção de marcas da varíola dos macacos: "Estamos cuidando" - Reprodução/TV Globo
Ex-No Limite faz tratamento para remoção de marcas da varíola dos macacos: "Estamos cuidando" - Reprodução/TV Globo

O ex-No Limite Matheus Pires atualizou seu quadro de saúde após contrair varíola dos macacos na última semana. Internado em isolamento total desde quarta-feira (6), o diretor pedagógico deu detalhes de seu estado atual.

Nesta segunda-feira (11), à coluna Leo Dias, do Metrópoles, ele disse que ainda não possui previsão de alta, mas que está cuidando dos prejuízos que a doença deixou em seu corpo, como uma série de manchas que se alastraram por sua pele.

“Estou melhorando. Não estou com febre e não surgiram novas lesões no meu corpo. Aquelas (lesões) mais críticas estão sendo tratadas com laser e estamos cuidando para que eu não sinta mais dor. Sigo no hospital e ainda não tenho previsão de alta”, contou ele. 

Neste sábado (9), Matheus Pires contou detalhes sobre as marcas que apareceram em seu corpo. "O meu caso é aquele em que eu tenho que ficar todo isolado. Por causa, dá para ver, pelas marcas [no rosto] e tem algumas marcas no corpo todo", disse ele, que segue em quarentena no hospital.

Apesar de estar melhor, o diretor pedagógico ainda não tem previsão de alta: "Mas cada dia que passa eu estou um pouquinho melhor. Em breve terei alta para continuar isolado, só que na minha casinha".

DORES!

Internado com varíola dos macacos, participante do No Limite 2022Matheus Pires teve seu estado de saúde atualizado. Quem contou como está sendo a recuperação foi o marido do pedagogo, Felipe Perrin, que explicou que ele tem sentido fortes dores.

Em entrevista ao Jornal O Globo, nesta sexta-feira (08), Felipe Perrin contou que o educador ainda não tem previsão de alta, mas garantiu que, apesar das dores e feridas espelhadas pelo corpo, o caso não é grave. Ele explica que a permanência do rapaz no hospital é para tratar as dores.

Siga a Contigo! no Instagram.