Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Música / Leia

Maiara e Maraísa soltam nota de repúdio contra jornal que as retratou com uma suástica

Revoltada com a publicação, dupla revela que acionou advogados contra a publicação

Redação Contigo! Publicado em 21/01/2020, às 15h06 - Atualizado às 15h07

Maiara e Maraisam acionam advogados e vão processar jornal - Reprodução
Maiara e Maraisam acionam advogados e vão processar jornal - Reprodução

As cantoras Maiara e Maraísa soltaram na tarde desta terça-feira (21) uma nota de repúdio contra um jornal de grande circulação.

Elas criticam uma ilustração presente em uma matéria. Nela, as sertanejas teriam sido retratadas com suásticas nos braços.

"Associar a dupla ao nazismo é uma irresponsabilidade e uma agressão às cantoras que repudiam toda e qualquer atitude que remeta a essa época tão sombria da história", diz o comunicado enviado à imprensa.

Na nota, a dupla disse que respeita as liberdades, mas afirma que é preciso respeitar limites.

"Maiara e Maraísa sempre foram e serão a favor da liberdade de imprensa, mas para tudo há de se ter bom senso e responsabilidade. Diante de tamanha agressão e irresponsabilidade, o departamento jurídico das artistas já foi acionado para que os responsáveis respondam juridicamente pelos seus atos", disse.

Ao fim, as cantoras desabafam. "Maiara e Maraisa neste momento pedem aos seus fãs que não alimentem o mal, não alimentem a mentira, e mostrem que podemos respeitar o próximo, concordando ou não com suas opiniões". encerram elas.

ENTENDA A CONFUSÃO

A crítica das sertanejas é contra uma matéria do colunista Anderson França. Com o título “Silêncio sobre Roberto Alvim reinou entre o pessoal do axé, do sertanejo e do pagode”, o texto faz crítica a alguns segmentos da classe artística brasileira durante a demissão do então Secretário de Cultura.

"Uma ilustração, feita pelo mesmo autor do texto, mostra a dupla Maiara e Maraisa usando uma braçadeira com uma suástica nazista. Em tempos onde alimentar o ódio na web virou rotina, nos deparamos com tamanho absurdo", diz a dupla.