Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!

Vida de Elis Regina é recontada na minissérie ‘Elis – Viver é Melhor Que Sonhar’

Versão estendida do filme 'Elis’ traz Andreia Horta em cenas inéditas com Mel Lisboa (Rita Lee) e Sergio Guizé (Tom Jobim)

Jorge Luiz Brasil Publicado em 06/01/2019, às 20h02 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

Andrea Horta em atuação emocionante de 'Elis Viver é melhor que sonhar' - Tv Globo
Andrea Horta em atuação emocionante de 'Elis Viver é melhor que sonhar' - Tv Globo

Grande sucesso nos cinemas brasiileiros, entre 2016 e 2017, o filme Elis foi a consagração definitiva de Andreia Horta. Na pele da protagonista, a cantora Elis Regina, a atriz recebeu todos os principais prêmios do ano e viu a crítica e o público se curvar ao seutalento. A partir de amanhã (terça 08), Andreia leva Elis para a tela na Globo na microssérie Elis – Viver é Melhor Que Sonhar, versão estendida do longa-metragem de Hugo Prata, dividida em quatro episódios. O fio condutor da proudução é uma entrevista fictícia gravada por Elis, que seria a última, antes de sua morte. A partir desta conversa imaginária, criada a partir de declarações reais da cantora, é construída a dramaturgia. “A ideia foi construir, a partir do filme do Hugo Prata, este docudrama, que fala da vida de uma das maiores cantoras do Brasil, da realidade da época, e também ter o testemunho de pessoas que conviveram com Elis na sua intimidade. Tudo para contar uma história intensa e emocionante, de um artista que deixou um legado incrível”, conta o roteirista, George Moura, que escreveu cenas novas exclusivas para a minissérie, como um teste que Elis fez diante de Tom Jobim e Vinicius de Moraes, e a visita da cantora a Rita Lee (vivida por Mel Lisboa), que estava presa.



Intensa e visceral, Elis Regina atravessou diferentes gêneros musicais e turbulências pessoais na caminhada retratada Elis – Viver é Melhor Que Sonhar. Também dirigida por Hugo Prata, a minissérie segue o formato docudrama e mistura cenas originais do filme, material documental e sequências de ficção novas, exclusivas, gravadas por Andreia Horta, Sérgio Guizé (Tom Jobim) e Thelmo Fernandes (Vinicius de Moraes) e Mel Lisboa, que voltou a interpretar a Rainha do Rock, depois do sucesso da peça Rita Lee Mora ao Lado. “A minissérie contextualiza a trajetória de um mito como a Elis, com toda sua força e carisma, e o período histórico que ela viveu. Quem não assistiu ao filme vai se encantar com a história e quem assistiu na tela grande vai poder se apaixonar mais uma vez por ela na TV”, explica o diretor Hugo Prata.

Andreia explica que fez uma nova preparação para reviver a cantora na televisão. “Quando soube que interpretaria Elis, três anos depois de tê-la feito no cinema, achei uma loucura da vida. Revisitar alguém com Elis é sempre um prazer raro. Foi lindo colocar meu corpo, minha voz e meu pensamento a serviço dela. Cresci um tanto mais”, revela a estrela. Elis - Viver é Melhor Que Sonhar vai ao ar após O Sétimo Guardião.