Família de Gugu quer fazer projetos solidários com o nome dele

Apresentador deve ser homenageado com novas iniciativas de sua família após sua morte

Redação Contigo! Publicado sábado 18 janeiro, 2020

Apresentador deve ser homenageado com novas iniciativas de sua família após sua morte
Família de Gugu quer fazer projetos solidários com o nome dele - Record

A família do apresentador Gugu Liberato tem planos de continuar com o legado dele na sociedade brasileira.

De acordo com a colunista Sonia Racy, familiares do comunicador devem iniciar projetos solidários com o nome de Gugu para homenageá-lo.

Para começar, a mãe dele, Maria do Céu, e a irmã, Aparecida Liberato, já tiveram um encontro com o governador do estado de São Paulo João Dória para falarem sobre o projeto de que um túnel receba o nome de Gugu Liberato no município de Mauá.

A família também estuda a possibilidade de criar um instituto para pessoas com baixa renda e estimular o empreendedorismo.

Além disso, os parentes do apresentador querem continuar incentivando a doação de órgãos. Agora, eles querem apoiar campanhas da Associação Brasileira de Transplate de Órgãos para estimular a doação ainda em vida. Este tema surgiu após a grande mobilização causada na sociedade após a família anunciar a doação de todos os órgãos do apresentador após a sua morte.

LAUDO MÉDICO

Um laudo médico sobre a morte do apresentador Gugu Liberato foi divulgado pela imprensa nesta segunda-feira (30). De acordo com o jornal O Estado de São Paulo, o documento revela detalhes da causa da morte e foi feito por um perito. O laudo teria sido liberado pelo Estado da Flórida no último dia 27 de dezembro à pedido do site E+.

O primeiro detalhe do documento é a data oficial da morte. O laudo diz que a morte foi declarada no dia 21 de novembro de 2019 – que é um dia antes da confirmação divulgada pela família do apresentador.

O laudo explica quais machucados que foram encontrados no corpo dele por causa da queda do sótão de sua casa nos Estados Unidos: “contusões na cabeça e pescoço, com equimose periorbital à direita. Hemorragia subaracnóide, fraturas do osso parietal direito, fraturas na têmpora direita, hematomas subdurais bilaterais”. Além disso, também foram localizadas contusões no tórax, fratura na primeira vértebra lombar e contusões na coxa. No final, o perito declara que a morte “é resultado de um traumatismo craniano” e que tudo aconteceu por causa de um acidente.

Gugu Liberato faleceu aos 60 anos de idade. Após a declaração da morte, a família optou por doar todos os órgãos do corpo dele e, segundo a imprensa, cerca de 50 pessoas foram beneficiadas nos Estados Unidos. A família até tentou doar algum órgão para um brasileiro, mas o tempo necessário para o procedimento não deixou que este desejo fosse viável. O corpo dele foi trazido ao Brasil, velado com a presença dos fãs e enterrado em um cemitério de um bairro nobre de São Paulo.

Último acesso: 04 Jul 2020 - 09:53:50 (1095680).