Xuxa Meneguel relembra preconceitos ao longo da carreira: ''Fui chamada de garota de programa''

Xuxa disse também que o fato de ser mãe solteira foi criticado por José Serra

Redação Contigo! Publicado sexta 7 agosto, 2020

Xuxa disse também que o fato de ser mãe solteira foi criticado por José Serra
Xuxa Meneguel relembra preconceitos ao longo da carreira - Reprodução

Nesta sexta-feira (7), Xuxa Meneghel desabafou sobre os diversos preconceitos pelos quais passou durante a carreira. O depoimento foi publicado em sua coluna na VOGUE.

"Aos 17 anos, namorei Pelé, o maior ídolo do país por 6 anos e foi aí que eu conheci a maldade real das pessoas", relatou Xuxa. A celebridade afirmou que foi chamada de "interesseira que queria aparecer às custas de um rico famoso, garota de programa de luxo e muitos outros nomes".

Segundo a Rainha dos Baixinhos, o relacionamento com o piloto Ayrton Senna também incomodou: "Diziam que era um relacionamento de fachada. Depois, resolvi ter minha filha aos 35 anos sem me casar e disseram que eu era mau exemplo para os públicos infantil e adolescente. O então ministro José Serra, na época, disse até que eu estava incentivando as jovens a seguir o meu exemplo. Será que trabalhar muito, ter uma conta bancaria alta, ser uma mulher independente, resolver ter filho aos 35 anos, cuidar da saúde, não fumar, não beber, são maus exemplos?".

Os depoimentos de Xuxa vêm em um contexto de crítica ao novo trabalho da celebridade: a escrita de um livro para o público infantil com temas LGBTQ+. 

DEFESA DE FELIPE NETO

Xuxa, na última sexta-feira, 31, mostrou apoio ao youtuber Felipe Neto e acabou sendo detonada pela apresentadora Antonia Fontenelle.

A Rainha dos Baixinhos dividiu em seu perfil nas redes sociais um registro antigo que aparece carregando uma criança no colo em seu programa de televisão da época, e, na legenda, afirmou que não responderá ninguém e agradeceu o apoio dos fãs e seguidores:

“Eu fico com a pureza das crianças. Meu povo obrigada pelo apoio, mas... não responderei nenhuma pessoa que acha que eu devo engolir esquerda, direita, centrão ou gente sem noção. Sigo fazendo meu trabalho de quase 4 décadas na televisão protegendo a minoria e quem eu achar que deve ser protegido, mais uma vez peço a vocês mais amor. E cantem comigo... E a vida é bonita e é bonita”.

Último acesso: 26 Oct 2020 - 00:27:28 (1119489).