Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / EITA!

Walkyria Santos nega que filho fosse gay e diz que ele não era repreendido: "Nunca levou uma pisa"

Após boatos de que ele sofria repressão em casa, ela contou novos detalhes da história após a morte trágica do adolescente

Redação Contigo! Publicado em 06/08/2021, às 07h49

Walkyria Santos nega que filho fosse gay e diz que ele não era repreendido: "Nunca levou uma pisa" - Reprodução/Instagram
Walkyria Santos nega que filho fosse gay e diz que ele não era repreendido: "Nunca levou uma pisa" - Reprodução/Instagram

A cantora Walkyria Santos desabafou nas redes sociais nesta sexta-feira (6) e negou que seu filho, Lucas Santos, sofresse repressão da família. 

Após a morte trágica do adolescente de apenas 16 anos, ela esclareceu boatos que estão circulando nas redes sociais após um comentário do próprio jovem.

"Dando uma passada um pouco nas redes sociais, vejo muita gente ainda falando ‘ah, ele acabou fazendo isso porque tem muito medo da tia, porque a tia bate nele’. Gente, minha irmã é mais do que uma tia, foi muito mais mãe do que eu. Ela repreendia mesmo, muito mais do que eu, até porque eu sempre trabalhei fora cantando e ela tinha que ter aquele pulso firme com eles”, disse ela.

Segundo a cantora, ele nunca foi agredido e nem era vítima de comentários em casa. 

“Lucas tinha uma mania de quando ele fazia alguma coisa, já dizia, ‘tia, vou botar uma armadura, viu? Porque sei que a senhora vai me dar uma pisa’. Meu Deus, nunca levou uma pisa, era só beijo e abraço. Não foi o vídeo que ela não estava aprovando, eram os comentários que a gente e já sabia que iam ter, porque as pessoas são ruins demais, maldosas”, afirmou.

Ao fim, ela ainda esclareceu que o filho não era gay e disse porque pediu para que ele apagasse o vídeo em que fazia uma brincadeira com outro rapaz. 

"E muitos estão perguntando: ‘mas ele era gay e estava com medo de assumir?’. Não, gente, meu filho não era gay. E, se fosse, seria meu filho do mesmo jeito. Foi uma brincadeira de adolescente que ele achou que ia ser engraçado, mas as pessoas não entenderam. Por isso que eu e a tia dele pedimos para ele apagar o vídeo, porque eu sei o quanto a internet está doente, eu vivo na internet, e sei que a cabecinha dele não ia aguentar os comentários maldosos e foi isso que aconteceu. Então, parem de julgar. Se ponham um pouco no nosso lugar”, afirmou. 

Recentemente, a cantora disse que irá se isolar com a família para conseguir superar o ocorrido. Ela também agradeceu o apoio da web e de famosos que estão criando uma onda de conscientização sobre a proliferação do ódio no mundo virtual.