Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / DESABAFO

Titi Müller e Tomás Bertoni contam como não ficaram com ódio um do outro após o término: "Confortável e seguro"

Com um filho bebê, casal contou como conseguiu tomar a decisão a tempo de impedir que a relação fosse destruída

Redação Contigo! Publicado em 16/08/2021, às 09h54

Titi Müller e Tomás Bertoni contam como não ficaram com ódio um do outro após o término: "Confortável e seguro" - Reprodução/Instagram
Titi Müller e Tomás Bertoni contam como não ficaram com ódio um do outro após o término: "Confortável e seguro" - Reprodução/Instagram

A apresentadora Titi Müller e o músico Tomás Bertoni protagonizaram uma conversa muito sincera com os seguidores neste domingo (15). Após anunciarem o fim do casamento, eles esclareceram como conseguem se manter amigos após o fim da união.

Segundo ela, o casal soube terminar no momento exato e impediu que a relação se tornasse tóxica.

"Como se separar sem ter ódio do teu ex? Não deixe chegar a esse ponto. Não que não tenha muito ódio no caminho, mas não o ódio irreversível", comentou ela.

 Ele concordou e disse que a decisão de terminar foi tomada pelos dois após uma terapia de casal.

"A gente precisa dar ênfase no quanto que a gente tentou também. A gente conseguiu terminar numa boa porque a gente elaborou bastante e fez terapia em casal. A gente ficou confortável e seguro. Se a gente tivesse batido martelo na primeira vez, até por impulsividade, certamente a gente não estaria de boa", disse o cantor.

Ele afirmou que deve deixar a casa da esposa nas próximas semanas e ganhou o apoio da ex. "Ele está passando por mil mudanças. A gente sabe que a vida é muito longa e a nossa vida juntos é eterna porque somos pais do Benjamin. Tomás vai continuar frequentando a minha vida para sempre. Não estou vendo como um fim, mas como um recomeço", finalizou com maturidade.

Casados desde 2019, a apresentadora divulgou à revista TPM que o casal decidiu colocar um ponto final na relação. Segundo ela, a pandemia foi um catalisador para a decisão. "No dia que a gente decidiu se separar, o alívio foi tão grande que a gente até transou", disse.