Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / Emoção

Tatá Werneck cai no choro ao homenagear Paulo Gustavo ao vivo: "Ele era uma luz"

No Prêmio Multishow, Tatá Werneck não segurou a emoção e quase não conseguiu terminar homenagem; assista

Redação CONTIGO! Publicado em 09/12/2021, às 08h02

Tatá Werneck cai no choro ao homenagear Paulo Gustavo ao vivo - Reprodução/Multishow
Tatá Werneck cai no choro ao homenagear Paulo Gustavo ao vivo - Reprodução/Multishow

A humorista Tatá Werneck se emocionou ao homenagear Paulo Gustavo no Prêmio Multishow desta quarta-feira (08).

A apresentadora usou um momento da premiação para celebrar a vida do amigo, que morreu em maio vítima de complicações da Covid-19. Muito emocionada, ela não conseguiu conter o choro.

"Há um ano, Iza e eu tivemos a honra de compartilhar e celebrar... ai, tá puxado... a presença ilustre do Paulo Gustavo aqui nesse palco", começou ela, com dificuldade de falar.

"Paulo Gustavo é a pessoa mais engraçada que eu já conheci na minha vida. O amor, o humor e a música do Paulo Gustavo e da Marília Mendonça quebraram muitos paradigmas. O Paulo Gustavo mostrou que ele podia ser a mãe mais engraçada do mundo e ao mesmo tempo o pai mais dedicado e amoroso. A Marília mostrou que ela podia ser a mulher mais ouvida, mesmo num gênero predominantemente masculino. Ela falava de mulher pra mulher, ela cantava sobre a dor, mas sem jamais desistir do amor".

"Eu conheci o Paulo Gustavo no meu aniversário. Eu tava no aeroporto e ele me ligou e falou: 'Tatá, aqui é o Paulo Gustavo, eu consegui o seu telefone e quero ser o seu amigo'. E a gente começou uma amizade como se fôssemos íntimos e essa amizade já dura onze anos. E ele se tornou uma grande inspiração pra mim, porque o Paulo Gustavo não permitia ver algum talento que não fosse reconhecido", conta.

Em um dos momentos mais emocionantes, ela falou sobre a trajetória do amigo: "Porque ele era uma luz, ele era uma luz tão potente e tão generosa que ele iluminava o outro com a própria luz, ele sabia que dividindo ele tava compartilhando. O Paulo Gustavo era uma luz, era um farol que apontava pra um futuro. Um futuro onde ele queria que toda forma de amor fosse respeitada, que a arte fosse valorizada e vista com dignidade e onde o humor é uma forma de cura. O humor pro Paulo ia muito além do riso, é a maneira que ele tinha de sse sentir pertencente ao mundo".

"Agora, como mãe, eu sinto que eu tenho a obrigação de deixar pra minha filha um mundo melhor do que o mundo que eu encontrei. E eu tenho certeza que o Paulo fez isso, e a Marília também. Eu sinto muita falta do Paulo, mas essa falta só não é maior do que o presente que foi ter a presença dele nas nossas vidas", completou.

E finaliza, misturando o humor e o amor, como bem disse antes: "Eu fico sempre imaginando o que ele diria agora e ele falaria: 'Amiga, tá bonito, mas tá um pouquinho longo. Não chora, não, porque você parece um husky, um yorkshire'. Ai, amigo, eu te amo tanto".

Assista:

INDIRETA?

A cantora Ivete Sangalo protagonizou um momento corajoso no palco do Prêmio Multishow, que aconteceu na noite desta quarta-feira (8). Muito emocionada ao vencer o troféu de Performance do Ano, ela citou a família.

Esta é a primeira vez que ela fala diretamente do marido, Daniel Cady, desde que surgiram rumores afirmando que os dois estariam enfrentando uma crise no casamento.