Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / EITA!

Suzana Pires diz que ficou no lixo após ser traída por Marcos Pasquim: "Capa de jornal"

Suzana Pires diz que ficou no lixo após fotos do então namorado beijando outra irem parar em jornal

Redação Contigo! Publicado em 02/06/2022, às 10h07

Suzana Pires diz que ficou no lixo após ser traída por Marcos Pasquim: "Capa de jornal" - Reprodução/Instagram
Suzana Pires diz que ficou no lixo após ser traída por Marcos Pasquim: "Capa de jornal" - Reprodução/Instagram

A atriz Suzana Pires relembrou um vexame que passou quando namorava o ator Marcos Pasquim.

Ela relembrou quando foi traída pelo galã. As fotos dele beijando outra foram parar na capa de um jornal de grande circulação no Rio de Janeiro.

"Foi uma coisa que eu olhei aquilo e falei: tudo bem [fazer o que?]. Fiquei no lixo por uns dois meses. Mas foi ótimo, já imaginou se eu caso?", comentou ela em entrevista para o jornalista Leo Dias, do Metrópoles.

Ela contou que hoje os dois tem uma relação amigável. "Pasquim é um cara incrível, mas pra ser amigo", disse esbanjando sinceridade.

A atriz também disse que naquele momento ouviu um conselho de Susana Vieira. "Agora sim você é uma estrela, você agora tem uma tragédia pessoal. Só uma estrela fica exposta dessa forma", relembra ela rindo do "drama". 

SAÍDA DA GLOBO

Na mesma entrevista, a atriz fez um relato sincero de sua saída da TV Globo em uma entrevista inédita em que contou que sofreu preconceito nos bastidores. Ela relembrou quando precisou assumir a novela Sol Nascente, que até então era um fracasso. A autora conseguiu fazer mudanças na trama e alavancar a audiência, mas isso não fez com que ela fosse respeitada, o que não aconteceu

Ela disse que precisou de ajuda psicológica e chegou a ser medicada. “Me tirou o chão. Você entrega uma coisa e tudo tá ruim? Eu não conseguia entender. Até o dia em que eu fui e perguntei o que estava acontecendo. Aí eu ouvi do interlocutor que eu tinha três problemas: eu era muito alegre, o segundo é que que com essa alegria eu conseguira que a equipe fizesse o que eu queria e o terceiro é que eu pulava processos”, relatou ela que disse que teve sua escrita definida como "ativista".