Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / QUE PERIGO!

Susto! Filha de Gretchen sofre tentativa de assalto à mão armada no Rio de Janeiro: "Traumatizou"

A herdeira da rainha do rebolado relatou que os bandidos realizaram disparos de tiros durante a fuga

Redação Contigo! Publicado em 10/06/2021, às 08h52

Susto! Filha de Gretchen sofre tentativa de assalto à mão armada no Rio de Janeiro: "Traumatizou" - Reprodução/Instagram
Susto! Filha de Gretchen sofre tentativa de assalto à mão armada no Rio de Janeiro: "Traumatizou" - Reprodução/Instagram

Na última terça-feira (08), a digital influencer Jenny Miranda, filha de Gretchen, sofreu uma tentativa de assalto enquanto dirigia pelas ruas da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. 

De acordo com a jornalista Fábia Oliveira, do portal O Dia, a modelo estava conversando no celular com o marido quando foi abordada por dois bandidos, armados, que tentaram invadir o seu carro. 

Jenny foi salva por um motorista que, ao perceber a movimentação dos criminosos,  jogou o carro em cima um deles para tirá-lo de perto da porta do veículo. Assustados, os bandidos fugiram do local efetuando tiros, felizmente, ninguém se feriu. 

"Os caras com duas armas apontadas pra mim e me xingando muito, dando coronhada no vidro do carro... Fiquei sem saber o que fazer ou como reagir. Tem um filme passando na minha cabeça até agora. Eram dois meninos muito novos. Isso me traumatizou e agora pretendo ficar um tempo sem andar de carro sozinha", confessou a herdeira de Gretchen

FIM DOS RUMORES!

A cantora Gretchen passou por uma verdadeira dor de cabeça ao tomar conhecimento sobre os rumores de que faleceu. Revoltada, ela usou as redes sociais para detonar os burburinhos e garantir que está vivíssima.

"Tem um site idiota aí, gente de má índole, que tá colocando noticias que eu morri. Em primeiro lugar, vocês que estão colocando essa notícia lembre-se que eu tenho uma mãe de 86 anos. Estou na França, tô distante dela, meu fuso horário é outro e não é bonito vocês fazerem isso, não é legal", rebateu.