famosos   / Sem esperanças

Rosana Jatobá tenta se acalmar ao presenciar tragédias: ''Dose diária de sofrimento''

A jornalista desabafou sobre a exposição de jornalistas a crueldade: ''Tento criar um escudo''

Redação Contigo! Publicado terça 3 dezembro, 2019

A jornalista desabafou sobre a exposição de jornalistas a crueldade: ''Tento criar um escudo''
Rosana Jatobá tenta se acalmar ao presenciar tragédias - TV Globo

Rosana Jatobá usou as redes sociais na noite desta segunda-feira (2) para fazer um desabafo como jornalista que presencia de perto as tragédias que assolam o Brasil.

Em seu perfil no Instagram, a apresentadora surgiu meditando em clique e lamentou a exposição a desastres que o seu ofício exige. Ela, que foi recontratada pelo Grupo Globo para comandar um programa na rádio CBN, refletiu sobre o tsunami de más notícias que testemunha em seu cotidiano.

"O hard news é uma paixão. Mas traz consigo uma carga pesada, uma dose diária de sofrimento ao expor o jornalista a tantos fatos cruéis. Uma rotina que me move há 22 anos. Só hoje foi o massacre de 9 jovens e adolescentes em Paraisópolis; o assassinato a pedradas de um idoso em Goiás; o tiro de espingarda que matou uma mulher, vítima do namorado ciumento em São Paulo. Por mais que eu tente criar um película protetora, um escudo, não dá para ignorar a dor de viver num mundo tão violento, tão insensível. A razão estaria na desigualdade social? Na falta de formação moral e religiosa? Na desestrutura das famílias? Não sei... e o que as pessoas de bem, aquelas que valorizam a vida, podem fazer? Eu noticio, cobro medidas das autoridades nas entrevistas, lamento... mas nada muda. Só piora", reclamou ela, que refletiu sobre uma possível solução.

"Talvez a solução esteja com as crianças. Dalai Lama afirma que se todas as crianças do mundo aprenderem a meditar aos 8 anos de idade e conseguirem levar a prática adiante, teremos um mundo livre da violência...
Será utopia? Enquanto isso, só nos cabe disseminar a cultura da paz. Em cada gesto, cada palavra.. em casa, no trabalho.. porque a semente da brutalidade é resistente e cresce se a gente dá espaço. Então, não diga palavras brutas, nem arrogantes; não incentive a intriga, não seja a faísca de uma briga. Recue. Sorria. Apazigue. A truculência só leva à destruição. E que o mantra da paz seja nossa oração diária. Que o manto azul do amor e da proteção divina nos cubra de serenidade. Amém"
, concluiu.

Veja:

Rosana Jatobá medita ao presenciar tragédias

Último acesso: 08 Jul 2020 - 04:20:11 (1090416).