Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / MATERNIDADE

Romana Novais revela dificuldades para aceitar o desmame de Ravi: ''Fiquei abalada''

Esposa de Alok conta que sofreu até entender que precisava pensar no herdeiro

Redação Contigo! Publicado em 06/08/2020, às 16h29 - Atualizado às 17h01

Romana Novais fala sobre amamentação - Instagram
Romana Novais fala sobre amamentação - Instagram

Na manhã de ontem (05) Romana Novais usou as redes sociais para contar alguns relatos sobre a amamentação de seu primogênito, Ravi, e contou que o pequeno, de seis meses, já não mama no peito.

Posteriormente, a mamãe foi questionada sobre como estava se sentindo com o fato de a criança não aceitar mais o peito: “Como está sendo para você saber que o Ravi não quer mais amamentar em você?”, quis saber uma internauta.

Sincerona, a musa contou que no início sentiu muitas dificuldades para aceitar, mas que decidiu parar para pensar mais no filho e entendeu que estava tudo bem com a situação.

“No início fiquei abalada e não soube lidar com isso. Depois que aceitei e parei de pensar só em mim eu consegui enxergar de oura forma. Deu o meu máximo, isso me conforta. Foi intenso e mágico enquanto rolou”, disse ela. “Quando deixou de ser prazeroso para nós dois eu precisei ressignificar. Acho que não existe preparo psicológico para isso. Acho que existe forma de doer menos. Hoje, só sinto saudades”, confessou.

O RELATO:

Quando Ravitinha apenas três mesesRomana engravidou novamente e isso impossibilitou que ela continuasse amamentando o filho, então, o aleitamento materno foi substituído pela alimentação com fórmulas. O medo e a ansiedade de estar grávida novamente fez com que a esposa de Alok não produzisse mais leite e com as mudanças no corpo, o menino já não estava se adequando com o corpo da mãe. 

Porém, mesmo com todas as dificuldades, a médica comemora a saúde do primogênito e a própria força de vontade no breve e difícil período. "Agora, perto de fazer 7 meses o Ravi não mama mais no meu peito e eu já me sinto confortável de falar sobre esse assunto. Reconheço todo meu esforço e sei o tanto que sofri quando tudo parou de acontecer como eu sonhava.

Veja: