famosos   / MATERNIDADE REAL

Rafa Brites fala sobre época de amamentação: ''Tive candidíase mamária''

Apresentadora conta que sentiu fortes dores e que não julga mulheres que não amamentam

Redação Contigo! Publicado sábado 1 agosto, 2020

Apresentadora conta que sentiu fortes dores e que não julga mulheres que não amamentam
Rafa Brites relata dificuldades na amamentação - Instagram

Festejando o Dia Mundial da Amamentação, celebrado neste sábado (01), Rafa Brites relembrou da época em que amamentou seu filho, fruto de seu relacionamento com Felipe Anderoli.

No Instagram, a apresentadora compartilhou um vídeo onde aparece tirando leite dos seios e contou que quase desistiu de amamentar Rocco, hoje com três anos.

"Eu amamentei livre demanda por 7 meses, Rocco parou 3 dias depois que voltei a trabalhar pós-licença. Eu senti muita dor. Eu tive candidíase mamária. Eu tive mastite - Li que tinha que tomar sol nos seios. Li que era bom passar um óleo que cicatrizava. Louca de hormônios: passei o óleo e fui pro sol. Fiz churrasco de seios. Queimadura super séria. Pensava em desistir todos os dias. Fui apoiada a desistir. Fui também incentivada a continuar. Achei um saco ficar tanto tempo sem beber (pronto falei)”, iniciou ela.

Rafa contou ainda que, por ter muito leite, teve a oportunidade de fazer doação. A musa falou sobre as dificuldades após os dentes do herdeiro nascerem, o que chegou a machucar seus seios durante o processo de amamentação. A artista garantiu ainda que achou que seus seios ficaram mais bonitos após parar de amamentar.

“Eu tenho arrepios de lembrar do barulho da bombinha de tirar leite para estocar. Fiquei na nóia de ter bastante para quando voltasse a trabalhar e então não descansava. Mais de uma vez enchi um copinho inteiro e deixei cair. Choro compulsivo. Fiquei muito brava com as campanhas de amamentação que mostravam mamãe e bebê sorrindo. Sei que para algumas mulheres é assim. Pra minha irmã foi ótimo desde o primeiro dia. Mas aquelas fotos não representam todas as mulheres. E pelas minhas pesquisas a maioria tem bastante dificuldade. Não é algo natural e muitas vezes não temos tanta informação".

"Precisamos falar mais sobre as dificuldades da amamentação. Comigo, não sei quem chorava mais eu ou o bebê (talvez o Felipe desesperado olhando, sem saber o que fazer). Eu não julgo quem complementa, quem dá fórmula, quem amamenta até 3 anos. Cada família sabe o que é melhor. Eu sei que, para mim, foi um desafio. Mesmo assim, faria tudo outra vez. Sabemos da importância da amamentação e que ela é insubstituível, mas estou aqui para apoiar todas as mães. Se por algum motivo você não amamentou saiba que isso nunca te fará menos mãe".

Veja:

Último acesso: 09 Aug 2020 - 04:07:08 (1118736).