Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / URGENTE

Principal suspeito do assassinato de Rafael Miguel, Paulo Cupertino é preso em SP

Quase 3 anos após o crime, Paulo Cupertino é preso por assassinar Rafael Miguel e os pais do ator; veja

Redação Contigo! Publicado em 16/05/2022, às 17h29

Principal suspeito do assassinato de Rafael Miguel, Paulo Cupertino é preso em SP - Reprodução/Polícia Civil/Instagram
Principal suspeito do assassinato de Rafael Miguel, Paulo Cupertino é preso em SP - Reprodução/Polícia Civil/Instagram

Quase 3 anos após o assassinato do ator Rafael Miguel, o principal suspeito Paulo Cupertino Matias foi preso nesta segunda-feira (16), em São Paulo. O réu cometeu o crime no dia 9 de junho de 2019, assassinando o jovem e os pais dele.

Ele foi encaminhado para o 98º Distrito Policial, no Jardim Miriam, Zona Sul de São Paulo após ser detido pelos policiais da 6ª. Seccional. De acordo com o delegado responsável, a polícia recebeu uma denuncia de que Paulo Cupertino estaria na cidade, se encaminharam ao local e conseguiram o encontrar. 

O suspeito era o primeiro nome na lista de criminosos mais perigosos de São Paulo, segundo a Difusão Vermelha da Interpol. 

O Ministério Público (MP) afirma que Paulo Cupertino assassinou o ator e seus familiares pois não aceitava o namoro do jovem com sua filha, Isabela Tibcherani, que tinha 18 anos na época. Vídeos resgatados mostram que o empresário atirou 13 vezes em Rafael Miguel, que tinha 22 anos. 

Paulo Cupertino é acusado de triplo homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e com recurso que não permitiu a defesa das vítimas. Além do empresário, outros dois amigos dele são réus por terem colaborado com sua fuga. 

Rafael Miguel ficou muito conhecido por seu trabalho no remake de Chiquititas, no SBT. Ele interpretava o jovem Paçoca.

UM ANO SEM MC KEVIN

Há exatamente um ano, o cantor MC Kevin deixava os familiares e uma legião de fãs após ser vítima de um acidente de varanda durante a madrugada. Agora, 365 dias na ausência do funkeiro, a viúva Deolane Bezerra voltou ao passado e recordou as primeiras semanas sem o marido.

Em conversa com Lucas Passin, do UOL, a influenciadora revelou que tentou se manter forte durante o processo de luto. Ela não se permitiu chorar muitas vezes e até mesmo abandonou a terapia para focar em sua religiosidade.

Siga a Contigo! no Instagram.