Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / DESABAFO

Power Couple: Famosas brigam feio e Adriane Galisteu intervém após denúncia de agressão: "Vão avaliar as imagens"

Pau comeu no reality após duas participantes trocarem acusações; no intervalo, situação fugiu de controle

Redação Contigo! Publicado em 20/05/2021, às 07h09

Power Couple: Famosas brigam feio e Adriane Galisteu intervém após denúncia de agressão: "Vão avaliar as imagens" - Reprodução/TV Globo
Power Couple: Famosas brigam feio e Adriane Galisteu intervém após denúncia de agressão: "Vão avaliar as imagens" - Reprodução/TV Globo

A formação da DR que rolou na noite desta quarta-feira (19) durante o Power Couple Brasil acabou em polêmica.

É que após uma votação tensa, Márcia Fellipe e Deborah Albuquerque se estranharam novamente e protagonizaram um barraco. As duas não se dão bem desde o início do programa.

No intervalo, a esposa de Bruno Salomão afirmou que foi agredida, o que gerou uma confusão.

Ao vivo, Adriane Galisteu esclareceu que a situação será analisada pela equipe. "Vocês mesmo falam que o Brasil vê tudo. A nossa equipe está de olho em tudo. Eles vão avaliar as imagens. Fiquem tranquilos, vamos fazer tudo o que precisa ser feito seguindo as regras do jogo", declarou ela.

Sem colocar panos quentes, Márcia Fellipe soltou o verbo. "Você não sabe o que é agressão. Se eu tivesse agredido, você não estaria falando agora", disparou. "Nunca imaginei ser tão agredida", respondeu Deborah.

CRÍTICAS

Fãs do Power Couple, reality exibido pela Record TV, estão revoltados nas redes sociais desde que vazou um vídeo em que a participante Deborah Albuquerque surge revoltada. É que após o resultado da eleição de 2014 e a vitória de Dilma Rousseff, ela soltou impropérios.

"Quer saber? Me preparando para viajar para Orlando [nos EUA], onde mora meu pai, agente Fifa. Sou rica, bem-sucedida, muito bem de vida e tentei ajudar vocês miseráveis, imbecis, burros que votaram na po... da Dilma para ser reeleita. Vocês são muito burros e vão depender de 'bolsa-família' e 'bolsa-miséria' para o resto da vida, porque quanto maior número de dependentes de 'bolsa' existir, maior o número de pobres", declarou ela na época.