Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / CRÍTICA

Paulo Coelho faz dura crítica a Jair Bolsonaro e chama o presidente de genocida: "Abre a boca e perde eleitores"

Nas redes sociais, o escritor afirmou que não acredita no impeachment, e acha que o político ira "cair" sozinho

Redação Contigo! Publicado em 02/07/2021, às 17h57

Paulo Coelho faz dura crítica a Jair Bolsonaro e chama o presidente de genocida: "Abre a boca e perde eleitores" - Reprodução/Instagram
Paulo Coelho faz dura crítica a Jair Bolsonaro e chama o presidente de genocida: "Abre a boca e perde eleitores" - Reprodução/Instagram

Paulo Coelho fez crítica a Jair Bolsonaro na última quinta-feira (01). Apesar de não concordar com a atuação dele na presidência, o escritor afirmou que não acredita no impeachment.

"Embora eu vá contra todos os meus amigos aqui, penso que o impeachment não tem condição de passar. É um erro gastar energia nisso, quando vemos que o genocida está sangrando aos poucos - o que é muito melhor", falou ele, nas suas redes sociais.

Em outra postagem, ele escreveu: "Cada vez que o genocida abre a boca, perde eleitores. É o chamado Impeachement Oral".

Questionado por um seguidor, Paulo Coelho destacou que não vê o presidente da câmara dos deputados, Arthur Lira (PP-AL), aprovando a pauta. "O Lira não vai aprovar. E se aprovar e não for destituído, vai se fortalecer", apontou.

CRÍTICOU

Xuxa Meneghel se posicionou novamente contra o Governo Bolsonaro

Nesta quinta-feira (1), a apresentadora utilizou suas redes sociais para compartilhar o 'panfleto' virtual de uma manifestação que pede pelo impeachment do atual presidente, Jair Bolsonaro