Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / FILHA DE CHICA XAVIER

O desabafo contundente de Luana Xavier sobre a luta antirracista: ''Te convido à reflexão''

Firme, atriz usou as redes sociais para desabafar sobre a necessidade de rever privilégios

Redação Contigo! Publicado em 02/06/2020, às 14h52 - Atualizado em 25/06/2020, às 23h14

O desabafo contundente de Luana Xavier sobre a luta antirracista - Reprodução
O desabafo contundente de Luana Xavier sobre a luta antirracista - Reprodução

Voz fundamental na classe artística, a atriz Luana Xavier fez um desabafo contundente nas redes sociais nesta segunda-feira, 1. Em um vídeo, ela reflete sobre as contradições na luta contra o racismo.

Em um longo vídeo, ela reflete sobre sua luta diária contra o racismo, reitera que não cabe aos negros explicar racismo aos brancos e diz que é preciso discutir privilégios e valores.

"Eu quero lembrar que a gente cansa de repetir que temos uma dívida histórica e alguém tem que pagar. Mas, vocês podem ter certeza, esse alguém não tem a pele preta", dispara ela ao mencionar a luta histórica por igualdade.

Luana Xavier é filha da atriz Chica Xavier, um ícone da TV e do cinema.

Leia o desabafo na íntegra:

A gente tá em período de isolamento social, mas já sabemos que nas favelas esse isolamento é muito reduzido já que não existem condições básicas para que a maioria das famílias possam se proteger do vírus. Sabemos também que a popoulação negra continua sendo dizimada. Além de lutar contra um vírus, precisamos lutar contra uma polícia que quer dizimar o povo preto. A gente sabe também que a política nesse país está caminhando rumo à barbárie. Não imaginei ouvir da boca de um governante que ele deseja ver a população armada. Isso é mais perigoso e devastador do que a escravidão à qual meu povo foi submetida durante quase quatrocentos anos? Essa resposta não vou te dar. E aí te convido à reflexão. 

No último domingo, no Rio de Janeiro, aconteceu uma manifestação em defesa das vidas negras organizado pelas comunidades e que teve apoio da galera do asfalto também. A manifestação tinha como plano de fundo os assassinatos sequenciais de pessoas pretas nas comunidades. Outras manifestações aconteceram pelo país, mas na luta pela democracia. E a partir disso uma campanha tomou conta das redes: a luta antifascista. 

Por que levantar essa campanha antifascista, mas não levantar uma campanha antirracista? Por que ao decidir se colocar como aliado você vai lá nos seus contatos no Instagram, encontra aquela amiga preta que você nem fala e faz uma linda declaração, dizendo que você enfim despertou e pede que ela te fale o que você pode fazer para ser antirracista. Você que me segue sabe que eu falo sobre esse assunto, trago reflexões de outras pessoas que considero referências e mesmo assim você quer que eu pare minha vida que eu escreva uma cartilha pra você? Sendo que na sua cabeça não me custa nada dar uma aulinha de graça para você, porque afinal, se eu sou uma mulher preta, não custa nada parar e dar uma aulinha pra você sobre os danos cuidados pelo racismo. Eu tenho a obrigação de te ensinar, com voz baixa, paciência. Tem dia que a gente acorda sabendo que o racismo tá batendo na nossa porta antes mesmo do relógio tocar. 

O vídeo em que vocês mais se identificaram foi o que eu falei com voz calma, mansa, sobre o que  racismo me causa diariamente. Porque na cabeça de vocês se alterar a minha voz, estou sendo intolerante e não estou sendo compreensiva quem quer aprender. Só que se vocês quisessem mesmo aprender, vocês investiriam dinheiro neste aprendizado. Quando vocês querem aprender inglês, vocês pagam um professor particular. Por que quando vocês querem aprender sobre cultura negra, história da África, racismo, vocês procuram conteúdo de graça na internet? Pra ganhar esse selo antirracista vocês terão que tomar muita porrada, aguentar muito sapo e apagar da cabeça muita coisa errada que vocês aprenderam sobre a gente. E até vão gritar fogo nos racistas, mas sabedores que estes racistas são vocês mesmos. E tem mais: se você quer cobrar posicionamento de alguém, cobre de vocês, porque meu povo não tá precisando de ensinamento sobre militância não. E eu quero lembrar que a gente cansa de repetir que temos uma dívida histórica e alguém tem que pagar. Mas, vocês podem ter certeza, esse alguém não tem a pele preta.