Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / TRISTE

“Nossa caminhada tinha tudo para ser longa”, diz o marido de Paulo Gustavo, após perder o amado para Covid-19

Em texto tocante, Thales Bretas não poupa palavras para falar do humorista que não resistiu às complicações da doença

Redação Contigo! Publicado em 05/05/2021, às 08h04

“Nossa caminhada tinha tudo para ser longa”, diz o marido de Paulo Gustavo, após perder o amado para Covid-19 - Reprodução/Instagram
“Nossa caminhada tinha tudo para ser longa”, diz o marido de Paulo Gustavo, após perder o amado para Covid-19 - Reprodução/Instagram

O dermatologista e marido de Paulo Gustavo, Thales Bretas, fez uma breve aparição nas redes sociais na madrugada desta quarta-feira (05), após perder o amado para a Covid-19.

O artista morreu na última terça-feira (4), aos 42 anos, em decorrência de complicações do coronavírus.

Sem chão, o médico, que se casou com o humorista em dezembro 2015, fez uma publicação em seu perfil no Instagram de deixar qualquer um com olhos marejados de lágrimas.

Ainda é muito difícil processar tudo o que aconteceu nos últimos dias... Nossa caminhada tinha tudo para ser longa! Linda como vinha sendo... tão feliz! E foi muito! Como fui feliz nesses últimos 7 anos que tive o privilégio de conviver com você! Como eu aprendi, cresci! Espero poder passar um pouco do seu legado de generosidade, afeto, alegria e amor. Você é um furacão! Uma estrela que brilhou muito aqui na Terra, e vai brilhar ainda mais no céu, olhando pela nossa família sempre!!! Eu te amo tanto... e sempre te amarei, pro resto da minha vida!”, disse ele ao resgatar registro ao lado de Paulo Gustavo.

Ele continuou. Em um momento tão delicado, Thales Bretas ainda fez questão de agradecer aos fãs e admiradores pela constante rede de orações.

Não consigo escrever um centésimo do quanto você foi e é importante pra mim e pro mundo. E continuará sendo, eternamente... Peço desculpas aos amigos e aos fãs por não conseguir elaborar tudo como gostaria e responder a todos. Estou vivendo um turbilhão de sensações. Obrigado pelas energias positivas e orações. Muito amor tenho recebido, espero num momento mais oportuno conseguir retribuir! Bjs saudosos...”, finalizou.

LEGADO MARCANTE 

É impossível que você não tenha sorrido ao ver algum dos personagens de Paulo Gustavo na última década. Seja na TV, no cinema ou no teatro, o humorista se consagrou com um estilo peculiar, uma cartela de criações que fugia dos clichês e um texto ácido, mordaz.

Engana-se quem pensa que a trajetória do ator foi das mais fáceis. Nascido em 30 de outubro de 1978, em Niterói, RJ, o ator foi revelado na Casa das Artes de Laranjeiras em 2005, instituição da qual saíram grandes nomes do gênero como Fábio Porchat e  Marcus Majella. Ao mesmo tempo, ele já lotava teatros menores com a peça "Surto", primeira oportunidade em que subiu no palco como a icônica Dona Hermínia, que futuramente se tornaria a protagonista da peça e filme Minha Mãe É Uma Peça.

O ator deixou o elenco de "Surto" e passou a integrar a peça "Infraturas". Nesse período também começou a fazer pequenas participações na TV, como na novela Prova de Amor, da Record, e na série A Diarista, da Globo. Essas experiências menores deram ao ator a versatilidade de um veterano.