Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / EMOCIONOU OS FÃS

No dia de seu aniversário, Fábio Assunção agradece apoio da família: "Amores incondicionais"

Completando 49 anos recuperado, ator desabafou nas redes sociais ao comemorar fase especial que vive

Redação Contigo! Publicado em 10/08/2020, às 14h07 - Atualizado às 14h12

Fábio Assunção desabafa no dia em que completa mais um ano de vida - Reprodução/ Instagram
Fábio Assunção desabafa no dia em que completa mais um ano de vida - Reprodução/ Instagram

O ator Fábio Assunção surpreendeu os fãs ao publicar um desabafo nas redes sociais nesta segunda-feira (10).

No dia em que comemora 49 anos, ele exaltou a sua plena recuperação e o momento abençoado que vive.

"Eu agradeço por todas as formas de vida que estão em movimento e pela faculdade que recebi em senti-las. Meus sentidos trazem minha absoluta rendição, admiração e respeito a toda a obra de Deus - toda ela, todos os seres, toda a natureza, todo o universo que consigo observar. Eu agradeço pela arte, pela expressão sensível, pelos sons, pelos sabores dos alimentos, pelas cores do mundo, pelas milhares de culturas, pelos livros, por nossa possibilidade de criar e pensar", iniciou ele.

Em outro momento do desabafo, o global fez um desabafo sincero sobre suas redescobertas, sua liberdade e, principalmente, sobre a evolução espiritual que está experimentando.

"Eu agradeço pelo amor que, em seu poder e força, me traz a capacidade de humanizar e ser empático nos caminhos que percorro. Agradeço pela liberdade e pela flexibilidade que reciclam ideias antigas e pela disciplina que venta e me faz voar sem tirar meus pés do chão. Agradeço pela família que tenho, meus amores incondicionais que me ensinam a ser um cara melhor.
Agradeço pelo trabalho que me dignifica",
afirmou.

Ao fim, ele ainda fez um balanço do que espera para o futuro. "Hoje, completando 49 anos, agradeço por tudo que me engrandece. Agradeço pelos ensinamentos e pelas conquistas, e desejo que tudo que tenho em mim transborde tranquilamente e com força. Mojuba Obátàlá! Mojuba Olódùmarè! Deus nos ilumine com a perfeição exata de sua obra. Asé!", disse ele citando o panteão do candomblé.

Veja: