Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / JUDICIÁRIO

Ministério Público arquiva inquérito contra ex-sister Paula von Sperling

Vencedora do BBB 19 havia sido indiciada por intolerância religiosa

Redação Contigo! Publicado em 16/10/2019, às 18h16 - Atualizado às 18h18

Paula Sperling - Reprodução / Instagram
Paula Sperling - Reprodução / Instagram

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) decidiu arquivar o inquérito contra Paula Sperling, vencedora da 19ª edição do Big Brother Brasil, que havia sido indiciada por intolerância religiosa por conta dos comentários feitos a respeito do participante Rodrigo França.

Nas redes sociais, com um longo desabafo, a ex-sister falou, pela primeira, sobre o assunto e comemorou a vitórias nos tribunais.

"Eu nunca havia me pronunciado acerca de tal assunto por aqui, mas hoje, para encerrar de vez este ciclo de muito aprendizado, venho contar a vocês que o único inquérito instaurado referente a minha participação no programa foi arquivado”.

A loira falou ainda que aprendeu muito, inclusive com o próprio programa, e que entende que sua falta de conhecimento magoou algumas pessoas. 

"Meu coração está cheio de alegria, pois quem me conhece sabe que nunca houve a intenção de ofensa em relação a nenhum integrante de reality ou sobre qualquer religião. Isso não é e nunca será da minha índole. Agradeço a todos que me acompanham e torcem por mim".

O CASO: 

Paula foi indiciada em abril deste ano pelo crime de intolerância religiosa. Na ocasião, foi entendido que os comentários seriam ofensivos. 

“O Inquérito Policial será enviado nessa data à Justiça. A Polícia Civil se pauta pelo respeito à liberdade de expressão, mas desta que, por meio desta, não se pode violar a dignidade da pessoa humana, repudiando todo e qualquer ato ofensivo à religião, etnia, orientação sexual, procedência geográfica, etc do próximo”, disse uma nota da delegacia.

Relembre o caso aqui

Veja o aviso na íntegra: