Mayra Cardi choca ao revelar que descobriu 16 amantes de Arthur Aguiar: "Eu aprendi a viver sozinha"

Ela também relata momento em que ligou na frente do ator para o marido de uma de suas amantes

Redação Contigo! Publicado sexta 3 julho, 2020

Ela também relata momento em que ligou na frente do ator para o marido de uma de suas amantes
Mayra Cardi revela que descobriu 16 amantes de Arthur Aguiar - Reprodução

A influenciadora Mayra Cardi voltou a fazer revelações bombásticas contra o ex-marido, Arthur Aguiar.

Em uma conversa com o jornalista Leo Dias, do Metrópoles, ela contou que descobriu ao menos 16 amantes do marido.

"Que eu descobri foram 16, mas com certeza não descobri de todas. Não foram as traições que me deixaram mais chateadas. Eu não admito as traições, porque não admito mentiras. Se perder a confiança, acabou nossa relação. Se você quiser me trair, você me avisa que está tudo certo, se você sentir necessidade de buscar mulher na rua, me fala, mas não mente para mim. Ele tinha essa porta aberta", disse ela.

A musa ainda contou que, em sua opinião, uma traição não significa o fim de um relacionamento. Ela diz que a questão maior foi a quebra da confiança entre o casal.

"Cada caso é um caso, teria que analisar o contexto. Eu não jogaria um casamento fora por causa de uma traição, porque para mim amizade, cumplicidade, tudo o que eu não tinha, era mais importante. Foi por causa dessas coisas que eu não tive e principalmente por causa das mentiras, que eu me separei. Não foi por causa das traições físicas. Não que eu ache isso certo e esteja defendendo", relatou.

DESABAFO

Questionada se o marido mentia, ela foi enfática e contou uma história bombástica. Mayra Cardi também reclamou da ausência do marido.

"Uma vez liguei para o marido de uma das amantes dele e o Arthur estava na minha frente eu olhando para cara dele e ele não se expressava, não mostrava sentimento algum, como se realmente fosse a maior mentira da vida. Nunca vi uma atuação tão perfeita. O abuso emocional que eu me refiro eram as mentiras que ele ia ser um bom marido. Arthur nunca foi meu marido, nunca foi meu parceiro. Não pedia fidelidade, pedia lealdade, presença, amor. O que mais cobrava ao Arthur não era traição, era presença. Ela era a pessoa mais ausente. Eu aprendi a viver sozinha, estando casada. Pedia para que ele estivesse ali, pedia para que ele sentasse a mesa para comer, pedia para que ele saísse do telefone, para que vivesse nossa vida", relata.

Último acesso: 08 Aug 2020 - 04:03:19 (1115527).