Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / LUTO

Maria Beltrão emociona com homenagem à Jô Soares ao vivo na Globo: "Dia de festejar"

Maria Beltrão emociona telespectadores da Globo ao fazer uma homenagem à Jô Soares no início do É De Casa deste sábado (06)

Redação Contigo! Publicado em 06/08/2022, às 09h50

Maria Beltrão homenageou Jô Soares durante o É De Casa ao comentar a morte do humorista - Reprodução/Globo
Maria Beltrão homenageou Jô Soares durante o É De Casa ao comentar a morte do humorista - Reprodução/Globo

Maria Beltrão emocionou os telespectadores da Globo na manhã deste sábado (06), ao homenagear Soares durante o É De Casa. O programa entrou no ar com imagens do humorista, que faleceu na madrugada da última sexta-feira, aos 84 anos.

Ao comentar sobre a trajetória do comunicador, a jornalista deixou a tristeza de lado e frisou que o clima do adeus ao multimídia era na verdade de celebração "Minha gente, hoje a festa é no Céu. Nosso orgulho nacional partiu ontem para o andar de cima", começou a famosa.

"Por aqui, esse sábado bem que ensaiou começar mais sem graça, mas não. Se ele se foi, deixou um legado. Nos deixou tanto que hoje é dia de festejar", completou Maria Beltrão. Além da jornalista, Rita Batista também aproveitou para homenagear o ex-contratado da Globo.

"Jô Soares, para mim, é a medida perfeita da inteligência e bom humor. Sua habilidade com as palavras, seu olhar genial sobre todas as questões me fez ver que sisudez nada tinha a ver com seriedade e que coisas importantíssimas poderiam ser ditas em meio ao riso e à graça. Jô tornava mais fácil esse exercício de ser brasileiros", disse.

CARLOS ALBERTO FALA DE AMIZADE COM JÔ

Amigo de longa data do apresentador Jô Soares, o também apresentador Carlos Alberto de Nóbrega surgiu aos prantos nesta sexta-feira (05) e se despediu do colega de profissão de uma maneira emocionante.

“Quero que vocês entendam uma coisa: eu fiz uma troca, eu troquei as dezenas de pedido de entrevista pelo silêncio. Eu queria que o meu choro fosse só meu, porque a vida não é só sucesso, não é só dinheiro, é o que a gente planta, são as amizades que a gente tem. Eu chorei a morte do maior gênio que surgiu na televisão brasileira. Não conheci ninguém mais culto que o Jô”, disse ele.