Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / EITA!

Luiza Martins processa empresário e pede indenização milionária: “É crucial”

Namorada da ex-BBB Marcela Mc Gown, Luiza Martins processa empresário e diz que não recebeu valores referentes à contratos

Redação Contigo! Publicado em 04/08/2022, às 17h55

Luiza Martins processa empresário e pede indenização milionária - Instagram
Luiza Martins processa empresário e pede indenização milionária - Instagram

A cantora Luiza Martins, que fez dupla com o cantor Maurílio (1993-2021), está vivendo uma batalha judicial com um antigo empresário e pede uma indenização milionária por danos morais, além de uma multa por irregularidade.

Segundo informações do Em Off, a namorada da ex-BBB Marcela Mc Gowan moveu um processo contra a empresa Workshow Produções Artísticas. Na ação, ela alega que a empresa firmou diversas parcerias em nome da dupla, mas nunca repassou os valores decorrentes desses contratos.

A artista diz que, apesar de firmar contratos milionários, recebia apenas R$ 2.500 da empresa. Ela conta que, em 2017, após a formação da dupla com a falecido cantor, ela assinou um contrato de agenciamento com a empresa e o empresário Wander Divino de Oliveira passou a cuidar da carreira dos artistas, no entanto, a negociação não foi assistida por seus advogados.

“É crucial destacar que o Contrato de Agenciamento previa que, enquanto o empreendimento artístico não auferisse lucro, o Sr. Wander pagaria mensalmente à cada um dos integrantes da dupla o irrisório importe de R$ 2.500,00 mensais, além do pagamento de vestuário para shows”, alega a defesa.

“Apesar do sucesso que Luiza & Maurilio alcançavam, [Luíza] jamais recepcionou qualquer valor além dos R$ 2.500,00 referentes à ajuda de custo ajustada, sob a alegação do Sr. Wander de que, durante todos estes anos, o empreendimento artístico não teria dado lucro ainda”, diz o documento.

Na ação, Luiza Martins pede também que os direitos da dupla sejam devolvidos a ela e cobra um valor de R$ 2.146.597,03 por danos morais, além de uma multa de R$ 30 milhões referente às supostas irregularidades cometidas pela empresa nos contratos firmados em nome da dupla.

Ainda segundo a cantora, a empresa firmou contratos com grandes gravadoras, como a Som Livre, porém, esses valores também não foram repassados à dupla: “Tais valores eram pagos à Workshow (…) que, por sua vez, deveria proceder aos pagamentos e repasses à Luiza e ao Sr. Maurilio”, diz a defesa.