Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / SOLTOU O VERBO

Luciana Gimenez abre o coração e faz relato comovente de sua relação com a autoestima: "Me acho feia"

Em vídeo, ela também revela ajuda da terapia para lidar com seus dramas; veja

Redação Contigo! Publicado em 05/01/2021, às 07h56 - Atualizado às 07h58

Luciana Gimenez faz desabafo sobre autoestima - Reprodução/Instagram
Luciana Gimenez faz desabafo sobre autoestima - Reprodução/Instagram

A apresentadora Luciana Gimenez protagonizou uma conversa franca com os fãs em um vídeo publicado em seu canal no Youtube.

Ao falar sobre autoestima, a estrela confessou que tem problemas com a própria aparência e chegou a afirmar que se considera feia.

"Eu tinha combinado de falar de autoestima. Hoje era um dia em que falei: vou fazer vídeos. Cheguei no meu quarto hoje, olhei para a minha cara e falei: 'Como vou olhar para a minha cara e falar de autoestima se eu estou sem nenhuma?'. Será que era para ser um vídeo motivacional? Se for, não vai dar certo. Porque eu não estou com nenhuma autoestima. Eu me acho feia, acho que sou alta demais. Não gosto das minhas pernas, da minha bunda. A minha barriga é bonita, ok, mas como vou falar para as pessoas que estão me assistindo de autoestima?", disse ela.

De namorado novo, ela também contou que recentemente cobriu o bumbum com uma canga durante uma ida à praia e foi repreendida pelo bonitão.

"Ele falou: 'Luciana, você está louca?'. E eu falei: 'Mas eu tenho horror à minha bunda'. Então comecei a pensar se era coisa de agora, que estou mais velha. Então, lembrei de quando tinha dezoito anos, que ia à praia e para levantar para ir ao mar, eu ia de lado", declarou ela.

No vídeo, a estrela também disse que faz terapia, o que tem ajudado a lidar com as incertezas.

"Estou nessa batalha todos os dias. Tento, a gente cai e levanta", disse ela que conta que a vida na televisão é uma ilusão.

"Às vezes chego em casa após apresentar o programa, chego toda linda, arrumada. Com joias emprestadas. Muitas vezes vocês me veem com joias, mas não são minhas, são emprestadas. Uma vez estava subindo em minha casa, estava em dia difícil. As minhas colaboradoras estavam rindo na copa. Eu ouvi elas rindo, cantando. Pensei que estavam bem mais felizes do que eu. Então, não é dinheiro, não é altura, não é beleza, não é casa bonita, nem trabalho. É o que vem de dentro da gente", disse ela.