Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / EITA!

Letícia Colin manda indireta para Tiago Leifert: "Crença da superioridade"

Em texto nas redes sociais, Letícia Colin não ficou em cima do muro e mandou um recado direto em apoio a Ícaro Silva

Redação Contigo! Publicado em 23/12/2021, às 08h09

Letícia Colin manda indireta para Tiago Leifert: "Crença da superioridade" - Reprodução/Instagram
Letícia Colin manda indireta para Tiago Leifert: "Crença da superioridade" - Reprodução/Instagram

A atriz Letícia Colin mostrou coragem e se pronunciou nas redes sociais nesta quinta-feira (23) sobre a confusão envolvendo Tiago Leifert e Ícaro Silva. Ela criticou o posicionamento do ex-apresentador da TV Globo.

Sem ficar em cima do muro, a atriz lembrou que parte da fala de Leifert pode ser enquadrada no que os estudiosos chamam de "racismo estrutural". 

"O famoso racismo estrutural escorre… No medo branco da diferença, da imensidão da vida, na crença da superioridade, na ilusão do domínio de tudo e todos pelo poder, pelo dinheiro", declarou ela.

Colin compartilhou uma ilustração do artista Daniel Pxeira que traz o rosto de Ícaro Silva com a frase "é minha entrega que paga meu salário", dita pelo próprio ator em um desabafo nesta quarta-feira.

"Nós brancos precisamos encarar nosso abismo de caráter, nosso eurocentrismo nojento e mudar.
Socorro, isso é urgente. Te amo meu amigo Ícaro", disse a estrela. 

O POSICIONAMENTO

Em um extenso comunicado, Ícaro Silvacomeçou apontando casos polêmicos de preconceito e intolerância que atravessaram o BBB nos últimos anos e foram ignorados pelo ex-comandante do reality show. “Oi, Tiago! Li sua cartinha e fiquei positivamente tocado pela contemplação do seu tempo. Imagino que para ter escrito um textão desse (o que não ocorreu nos casos de racismo, intolerância religiosa, misoginia, homofobia e abuso sexual no programa que você apresentava) é porque, de fato, te atravessei”, disparou ele.

Logo em seguida, o rapaz deu a entender que o jornalista só ‘vingou’ na TV Globo por ajuda de seu pai, Gilberto Leifert, que trabalhou na emissora por anos. “Se trabalho na emissora de onde você saiu, é porque esta é tão plural quanto o Estado brasileiro e abriga, de certa forma, tanto quem está no corre, quanto quem nasceu com o sobrenome ‘correto’”, afirmou.

Veja: