Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / paternidade

Ivan Moré fala sobre dificuldades de cuidar dos filhos sem a esposa: ''Uma loucura''

O jornalista contou como está a sua rotina

Redação Contigo! Publicado em 30/10/2019, às 15h56 - Atualizado às 15h56

O jornalista fez um vídeo explicando a rotina - Instagram/@ivan_more
O jornalista fez um vídeo explicando a rotina - Instagram/@ivan_more

Mariana Del Grande, esposa de Ivan Moré, está viajando para comemorar o seu aniversário e, com isso, o jornalista decidiu cuidar dos filhos sozinho. 

O ex-apresentador do Globo Esporte usou as redes sociais, na terça-feira (29), para compartilhar um desabafo explicando como está a sua rotina ao lado dos dois herdeiros, Lui, de 4 anos e Mel, de 6.

“Eu optei por passar por essa experiência intensa. Com exceção do período da escola, estamos colados, 99% do tempo! E como é intenso… transformador. Até porque daqui a alguns anos (um piscar de olhos) eles crescerão. E não vão dar a mesma atenção aos pais”, iniciou na legenda da publicação. 

Em um vídeo, Ivan contou"a dificuldade, os prazeres, as dores, as expectativas e o nível de tarefa" de cuidar dos pequenos. 

“Um monte de coisa está acontecendo. E aí? E aí que eu não tenho babá. Já faz sete dias que eu estou com eles no pau. Então toda manhã acordo, vou levar eles para a natação, para o tênis, para a ginástica, para a aula de educação do movimento. Leva um, dá banho em um, troca o outro, busca um em um lugar, busca o outro em um lugar". 

Visivelmente cansado, ele continuou: “É uma loucura, mas uma loucura que eu nunca imaginei que fosse ser tão complexo. Hoje, por exemplo, é terça-feira, sabe o que aconteceu? Fui descansar agora, não sei nem que horas são, nove da noite. Cara, eu acordei às oito com os dois, e o bicho pegou o dia inteiro, 'pauleira'". 

Por fim, ele foi só elogios à esposa. “Está sendo um aprendizado legal, para eu valorizar o papel da minha esposa. A Mari se propôs a fazer isso. Ela trabalhou fora a vida inteira, só que diante de uma conjuntura específica, ela optou por ficar fazendo esse trabalho de casa, para que eu pudesse desempenhar um outro tipo de trabalho fora [...] Agora, eu preciso valorizar", explicou.