Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / FAMOSOS / TRAGÉDIA

Indignada, Taís Araujo publica texto sobre Jacarezinho, pandemia e creche de Santa Catarina: "Até quando?"

A atriz utilizou as redes sociais para se posicionar a respeito da operação no Rio de Janeiro e aproveitou para desabafar sobre o momento atual do país; confira!

Redação Contigo! Publicado em 07/05/2021, às 13h10

Indignada, Taís Araujo publica texto sobre Jacarezinho, pandemia e creche de Santa Catarina: "Até quando?"
Indignada, Taís Araujo publica texto sobre Jacarezinho, pandemia e creche de Santa Catarina: "Até quando?" - Reprodução/Instagram

A atriz Taís Araujo usou seu perfil nas redes sociais nesta sexta-feira (7) para discursar sobre as notícias trágicas em andamento no país: Covid-19, fome, aviões atirando agrotóxicos em comunidade, operação em Jacarezinho e o ataque a uma creche de Santa Catarina. 

Na tarde de hoje, a atriz da TV Globo aproveitou seu grande alcance público para opinar sobre os assuntos:

"Vejo as notícias e só consigo pensar em:
- Milhares de vidas perdidas para uma doença na qual já existe vacina;
- Parte da população que não sabe se vai ter o que comer!;
- Aviões dando um banho de agrotóxicos em crianças nas regiões de disputa de terra;
- O ataque a uma creche em Santa Catarina e;
- A chacina aconteceu ontem aqui no Rio de Janeiro no bairro do Jacarezinho".

Triste, a musa desabafou: "Isso só me faz crer que no Brasil atualmente se você não morre por COVID, fome ou baleado, adoece psicologicamente diante desse pesadelo. Porque mesmo tendo recursos para me proteger e me alimentar, mesmo não estando em região de disputa de terras, ou em Santa Catarina e até mesmo no Jacarezinho presenciando uma chacina é IMPOSSÍVEL ver tudo isso e não me abalar, não sentir muito e não me importar com tudo que está acontecendo. Quem consegue se manter ileso e não se afetar diante desse pesadelo coletivo, precisa rever urgentemente o próprio senso de humanidade".

Para finalizar, a atriz reconheceu a importância de tomar ações em períodos como este: "E sei também que não é textão que vai resolver o problema, por isso acredito que precisamos nos olhar e perguntar porque e até quando sustentaremos essa situação. Por isso deixo aqui uma pergunta: até quando a gente vai aguentar viver nessa angústia?".

ENTENDA OS CASOS

Na última quinta-feira (6), uma operação policial no bairro de Jacarezinho no Rio de Janeiro entrou para história como a mais letal da capital fluminense. A troca de tiros levou a morte de 25 pessoas. A tropa de elite da Polícia Civil investigava o aliciamento de menores para ações criminosas. 

Na terça-feira (4), um ataque a uma creche em Saudades, oeste de Santa Catarina. Um homem de 18 anos entrou na escola e deixou duas crianças mortas além de duas funcionárias, um bebê foi levado ao hospital. A polícia investiga o caso.

No Maranhão, uma comunidade foi intoxicada por agrotóxicos emitidos por um avião. Os moradores afirmam que se foi jogado o produto químico por três dias seguidos, levando ao envenenamento de no mínimo nove pessoas.