Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / FAMOSOS / INDIGNAÇÃO

Indignada, Anitta critica governo após recusa de vacinas: "A morte do Paulo Gustavo não foi um acaso"

A cantora utilizou as redes sociais para postar indignação por Bolsonaro ter ignorado ofertas do imunizante da Pfizer/BioNTech; confira

Redação Contigo! Publicado em 13/05/2021, às 17h32

Indignada, Anitta critica governo após recusa de vacinas: "A morte do Paulo Gustavo não foi um acaso" - Reprodução/Instagram
Indignada, Anitta critica governo após recusa de vacinas: "A morte do Paulo Gustavo não foi um acaso" - Reprodução/Instagram

Nesta quinta-feira (13), a cantora Anitta se uniu aos internautas para criticar o fato do presidente Jair Bolsonaro ter ignorado três ofertas de 70 milhões de doses da vacina da Pfizer/BioNTech. 

Em seu perfil no Twitter, a dançarina utilizou seu grande alcance para fazer escrever: "Milhões de vacinas recusadas. A morte do Paulo Gustavo e de vários outros brasileiros não foi um acaso. Tinha prevenção e foi rejeitada. Meu Deus, meu Deus".

Carlos Murillo, gerente-geral da farmacêutica Pfizer na América Latina, confirmou que Bolsonaro recusou três chances de comprar o imunizante. A alegação foi feita na CPI da Covid-19 nesta quinta-feira. Ainda de acordo com o profissional, as primeiras doses tinham data prevista de entrega para dezembro de 2020. 

SOLTOU TUDO!

Leandro Hassum também criticou o presidente pelas atitudes do político durante a pandemia e o acusou de infringir lei.

Em entrevista para o programa Manhattan Connection, TV Cultura, o ator relembrou o acontecimento em que Jair Bolsonaro pilotou uma moto sem usar capacete: "O cara que anda de moto sem capacete, sabendo que está sendo fotografado, ele está fazendo um escárnio com a população. Fica quieto e governa o Brasil e vamos torcer para que o Brasil dê certo. Ele faz questão de jogar contra ele mesmo. Na verdade, isso gera clique, gera like".