Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / FUTEBOL

Galvão Bueno é hospitalizado e não irá narrar final da Libertadores da América

Globo diz que comentarista foi atendido e precisou desobstruir artéria do coração

Redação Contigo! Publicado em 21/11/2019, às 12h38 - Atualizado às 13h00

Galvão Bueno fica de fora da Libertadores - Instagram
Galvão Bueno fica de fora da Libertadores - Instagram

Galvão Bueno não irá narrar a final da Libertadores da América, que ocorre no próximo sábado (23), em Lima, no Peru.

O narrador teve um mal-estar na manhã de hoje (21), em Lima, onde já se encontrava para narrar a decisão, mas acabou tendo um mal estar e foi levado ao hospital para fazer alguns exames clínicos.

Segundo nota oficial divulgado pelo Globo Esporte, o comentarista foi atendido prontamente e precisou passar por um cateterismo para desobstrução de uma artéria coronariana e, por este motivo, será substituído por Luis Robert.

“Nosso companheiro Galvão Bueno teve um mal-estar hoje de manhã em Lima, onde se encontra para a narração da final da Libertadores. Ele foi levado para exames na clínica Anglo-Americana, no bairro de Miraflores, acompanhado por sua mulher Desiree Galvão Bueno. Foi atendido prontamente e está sendo submetido a um cateterismo para desobstrução de uma artéria coronariana. Todos nós desejamos ao querido Galvão uma rápida recuperação. O hospital divulgará ao término do procedimento um boletim médico. A narração da final da Libertadores será feita pelo companheiro Luis Roberto”, diz a nota.

A final será decida entre os times Flamengo, do Brasil, e River Plate, da Argentina.

HOMENAGEM:

No dia em que completou 25 anos da morte de AyrtonSenna no Grande Prêmio de San Marino, na Itália, GalvãoBueno postou um vídeo do GP do Brasil, em 1993, narrado por ele, para homenagear o piloto. 

”Me lembro de meu ídolo e amigo Ayrton Senna praticamente todos os dias! Mas hoje a saudade bate mais forte! 25 anos sem nosso herói das manhãs de domingo e sem meu querido amigo Becão! Vamos então homenageá-lo. Interlagos 1993! Última vitória de Senna no Brasil", disse.