Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / DESABAFOU

Gabriela Pugliesi desabafa após ser criticada em seu retorno às redes: “Ninguém sente o que eu sinto”

Após repercussão do vídeo de retorno, musa fitness esclarece motivo que a levou fazer a filmagem

Redação Contigo! Publicado em 22/07/2020, às 08h17 - Atualizado às 08h38

Gabriela Pugliesi desabafa após ser criticada em seu retorno às redes - Reprodução/Instagram
Gabriela Pugliesi desabafa após ser criticada em seu retorno às redes - Reprodução/Instagram

Na noite da última terça-feira, 21, Gabriela Pugliesi usou seu perfil nas redes sociais para desabafar sobre a repercussão de seu retorno às redes e esclarecer o motivo do conteúdo de seu último vídeo.

Eu pensei várias vezes se eu iria falar ou não sobre isso, mas vou falar. Tudo o que eu falei no vídeo foi muito de coração e eu sei disso. Eu estou de camiseta branca, sem maquiagem, sem chapinha, mas eu sempre fui assim, eu nunca fui de me produzir muito, vocês sabem disso”, começou dizendo.

Em seguida, Gabriela explicou o motivo do conteúdo do vídeo e resolveu dividir a sua forma de pensar e enxergar as coisas:

“Gente, eu sei que eu errei, eu sei, ninguém sente o que eu sinto. Por mais que eu aparecesse aqui fazendo vídeo todo montado – e esse meu não foi – falando só sobre o isolamento e a importância, agradecer todos os profissionais e tal porque isso ia agradar a maioria, ou não. Acho que qualquer coisa que eu falasse iam falar alguma coisa, iam criticar, jogar ódio, julgar. Eu pensei muito antes de fazer vídeo porque eu pensei assim ‘o que eu quero falar?’. A minha vontade era simplesmente compartilhar a minha forma de pensar, de enxergar as coisas, porque, de fato, eu acho que eu tenho uma maneira de enxergar as coisas na minha vida que me ajudam a não ficar depre, não ficar para baixo”.

A musa fitness acrescentou dizendo que preferiu não desviar o assunto para além de sua experiência:

“Eu só quis dividir essa experiência, não entrar em outros méritos. E eu sou assim, eu não sou a pessoa mais certa do mundo, nem a pessoa mais errada do mundo”.