Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / Internacional!

Foi longe demais! Pabllo Vittar anuncia turnê norte-americana em parceria com ONGs LGBT

Em abril, cantora fará seis apresentações durante sua passagem pelos Estados Unidos

Redação Contigo! Publicado em 24/01/2020, às 13h54 - Atualizado às 13h55

Foi longe demais! Pabllo Vittar anuncia turnê norte-americana e faz parceria com ONGs LGBT - Reprodução/Instagram
Foi longe demais! Pabllo Vittar anuncia turnê norte-americana e faz parceria com ONGs LGBT - Reprodução/Instagram

Pabllo Vittar foi longe demais novamente!

Na última quinta-feira (23), nas redes sociais, a drag queen anunciou datas da sua nova turnê norte-americana, 111 Tour.

"Super feliz em anunciar a parte norte-americana da 111. Mal posso esperar para encontrar vocês em abril", escreveu ela no Instagram.

Além do duplo show no festival Coachella, na Califórnia, em 11 e 18 de abril, a cantora também se apresentará em Nova York, no dia 8; em São Francisco, no dia 16; em Chicago, dia 19, e finaliza a passagem por terras gringas em Toronto, no dia 21.

A artista ainda revelou que todos os shows norte-americanos participarão de um projeto voltado ao público da sua comunidade. A cada ingresso comprado, 1 dólar será direcionado a instituições que ajudam pessoas LGBT: "Além de se jogar, se divertir, a gente vai poder ajudar quem precisa".

Vale lembrar que a turnê servirá como divulgação do seu mais novo CD, 111. A primeira parte do álbum foi lançada em novembro de 2019, já a segunda tem previsão para chegar aos ouvidos dos fãs ainda no primeiro semestre de 2020.

CLIPE CENSURADO

Nesta terça-feira (21), Pabllo Vittar começou o dia com uma grande chateação e desabafando tudo nas redes sociais.

Isso porque o clipe de Parabéns, um de seus mais novos hits com Psirico, sofreu restrição de idade no YouTube, portanto agora só poderá ser visto por usuários maiores de 18 anos - o que acabará atrapalhando o bom desempenho de visualizações na plataforma.

"A gente sabe, também, que há vários videoclipes muito mais nocivos no YouTube, com conteúdos muito mais explícitos e não são restritos, não são banidos. Nem sequer são lembrados. Mas atacam a drag queen a torto e a direito", disparou ela no Instagram.

Veja: