Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / APÓS ENTREVISTA

Flordelis retorna às redes sociais e publica desabafo após acusações: "Estou sendo condenada"

Em publicação, ela citou versículo bíblico e pediu direito pleno à defesa

Redação Contigo! Publicado em 02/09/2020, às 14h04 - Atualizado às 14h07

Flordelis desabafa em retorno às redes sociais - Reprodução/Instagram
Flordelis desabafa em retorno às redes sociais - Reprodução/Instagram

Acusada de envolvimento na morte do ex-marido, a deputada federal Flordelis retornou às redes sociais nesta terça-feira, 1.

Na primeira publicação, ela citou um versículo bíblico e pediu que seu direito à defesa seja respeitado.

"Muito tem sido dito na mídia, das formas mais cruéis, sem que eu tenha qualquer chance de defesa. Estou sendo condenada, sem nem ter direito a julgamento. Eu não tenho o que esconder, eu não mandei matar o meu marido. Se alguém perdeu com a morte dele, fui eu, ele era tudo pra mim, meu companheiro que me ajudava e me guiava, inclusive em todos os aspectos práticos da vida", declarou.

Ela seguiu desabafando e pediu que seja respeitada a sua trajetória.

"Olhem para a minha trajetória até agora, não há nada do que possam me acusar, sempre fui uma serva de Deus, vivendo o caminho que Ele traçou para mim. Antes de me sentenciarem, me deem o direito de defesa. Eu sei que a verdade vai prevalecer", declarou.

Nesta segunda, em uma entrevista para Marcelo Cabrini no SBT, ela contou que os dois viveram momentos felizes naquele dia.

“Fomos pra Copacabana, andamos no calçadão, andamos na praia, depois fomos pro carro. Ele (Anderson) pegou uma pista deserta, não sei dizer o local, não prestei atenção no caminho. Tinha muitos carros parados ali, mas não tinha bar nem nada em volta”, relatou ela.


Ver essa foto no Instagram

Muito tem sido dito na mídia, das formas mais cruéis, sem que eu tenha qualquer chance de defesa. Estou sendo condenada, sem nem ter direito a julgamento. Eu não tenho o que esconder, eu não mandei matar o meu marido. Se alguém perdeu com a morte dele, fui eu, ele era tudo pra mim, meu companheiro que me ajudava e me guiava, inclusive em todos os aspectos práticos da vida. Olhem para a minha trajetória até agora, não há nada do que possam me acusar, sempre fui uma serva de Deus, vivendo o caminho que Ele traçou para mim. Antes de me sentenciarem, me deem o direito de defesa. Eu sei que a verdade vai prevalecer. Acessem o link da entrevista completa que concedi ao jornalista, Roberto Cabrini, do Conexão Repórter: bit.ly/3bkVhmE

Uma publicação compartilhada por Flordelis (@flordelismk) em