Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / TRISTEZA

Filha de Zé do Caixão denuncia médicos e diz que foi convencida a 'deixar ele morrer'

Em denúncia formal, filha de Zé do Caixão conta que pai foi deixado pelos médicos em um quarto sem assistência adequada

Redação Contigo! Publicado em 23/11/2021, às 09h20

Filha de Zé do Caixão denuncia médicos e diz que foi convencida a 'deixar ele morrer' - Reprodução/TV Globo
Filha de Zé do Caixão denuncia médicos e diz que foi convencida a 'deixar ele morrer' - Reprodução/TV Globo

Uma das filhas do cineasta José Mojica, popularmente conhecido com Zé do Caixão, comoveu os telespectadores da GloboNews ao revelar detalhes do tratamento recebido pelo pai em um hospital. 

Liz Marins contou que ele foi deixado em um quarto mesmo em situação crítica. Ele faleceu em fevereiro, vítima de uma broncopneumonia.

“A minha denúncia é contra dois médicos, um que tirou ele da semi-uti quando ele estava estabilizado, grave, mas estabilizado, e mandou pro quarto e um médico que vendo o meu pai com a saturação despencando no quarto, não deu o atendimento imediato e ficou tentando nos convencer a deixá-lo morrer”, afirmou.

Ela vai abrir uma denúncia contra o hospital no qual ele estava internado. Segundo ela, a equipe médica tentava convencê-la de que não havia mais o que fazer.

“A médica chegou para nos conscientizar que a situação dele, deste dia 5 [de fevereiro], à tarde, era grave, que meu pai era dialítico, cardiopata, já com uma certa idade, estava com 83 anos e que o estado de saúde dele era bem delicado. Nós falamos, nós sabemos disso, enfim faz tempo que há alguns anos a situação de saúde dele está frágil, ele já foi inclusive internado várias vezes nesse mesmo hospital e felizmente saiu de todas as internações. Eu falava, não só eu mas todos os familiares é que o que tinha que ser feito era tudo o que fosse possível pela vida dele mesmo”, contou.

“Eu pedi muito, entenda-se muito muito insistentemente para esse médico do 5º andar não passar o meu pai para o apartamento porque ele não estava em estado de saúde para apartamento, ele tinha que ser monitorado, tinha que estar com oxigênio adequado, e ele só tinha isso na semi-uti”.

O cineasta José Mojica Marins faleceu em 19 de fevereiro em São Paulo. Segundo o jornal Folha de São Paulo, ele estava internado em um hospital da capital paulista com broncopneumonia.