Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / EM ORAÇÃO

Esperançosa, irmã de Paulo Gustavo faz oração e pede pela melhora do artista: “Te amo, irmão”

Humorista segue internado com Covid-19 e Juliana Amaral reza pedindo forças ao irmão e a todos os contaminados

Redação Contigo! Publicado em 08/04/2021, às 09h11

Esperançosa, irmã de Paulo Gustavo faz oração e pede pela melhora do artista: “Te amo, irmão”
Esperançosa, irmã de Paulo Gustavo faz oração e pede pela melhora do artista: “Te amo, irmão” - Reprodução/Instagram

Juliana Amaral, irmã de Paulo Gustavo, surgiu nas redes sociais durante a madrugada desta quinta-feira (08) em oração.

Ela publicou um clique com um terço na mão direita e rezou. “Oração de força e esperança aos doentes: Senhor Jesus Cristo, sempre fostes ao encontro dos enfermos com uma palavra de esperança e um gesto de amor.  Ao nascer da Virgem Maria, assumistes nossa condição humana e experimentastes a nossa dor. Senhor, nossos doentes necessitam ser curados no corpo e no espírito. Pela fé, sabemos que nenhuma doença é maior do que a vida”.

E, prosseguiu. "Por isso, que todos os doentes, sustentados pelo vosso amor, não deixem que a dor lhes roube o significado da vida. Confortai-os com vosso poder, renovai-lhes o ânimo e a esperança, para que possam superar todos seus males. Abençoai também as pessoas que têm a missão de cuidar dos doentes; que tenham paciência, caridade e compaixão”.

Ao final, ela não deixou de declarar seu amor pelo artista. “Te amo, irmão”, escreveu.

O marido do ator Paulo Gustavo, o médico Thales Bretas pediu doações de sangue aos fãs após o humorista precisar passar por uma transfusão.

Em publicação nas redes sociais na quarta-feira (7), ele afirmou que por culpa da utilização da ECMO ele precisou receber bolsas de sangue.

"Nosso amado Paulo Gustavo segue melhorando aos pouquinhos. O caminho é longo e tortuoso, às vezes encontramos umas pedras, mas o destino final certamente é a cura! Sabemos que, por causa da ECMO (circulação extracorpórea em membrana, que é o pulmão artificial) ele tem que ficar anticoagulado, perde um pouco de sangue, e por isso precisou tomar algumas bolsas de sangue", explicou o médico.