Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / DESABAFO

Empresário conta que Cristiano Araújo morreu sem fazer as pazes com Gusttavo Lima: "Eram dois jovens"

Cinco anos após a morte do sertanejo, empresário dá detalhes sobre os bastidores de desavença

Redação Contigo! Publicado em 23/07/2020, às 14h06

Empresário conta que Cristiano Araújo morreu sem fazer as pazes com Gusttavo Lima - Reprodução
Empresário conta que Cristiano Araújo morreu sem fazer as pazes com Gusttavo Lima - Reprodução

Então empresário do cantor Cristiano Araújo, Rafael Vanucci fez uma revelação inédita sobre uma suposta desavença entre o sertanejo e outro grande nome do gênero: Gusttavo Lima.

Em entrevista ao canal  "Prosa sertaneja", no Youtube,  ele disse que os dois nunca fizeram as pazes.

Cristiano Araújo faleceu em 2015 sem se acertar com o sertanejo.

"Eles sempre foram muito amigos, de frequentar a casa um do outro. O Gustavo participou do primeiro DVD do Cristiano solo, em Goiânia. Chegou um determinado momento que eles tiveram uma discussão, que eu não me lembro por qual motivo foi, se foi por causa de uma música... Eles tiveram uma discussão por WhatsApp. Mas nunca foram inimigos. Lembro que tivemos um encontro dos dois e vários artistas, que eu estava, e eles não se falaram. Acho que quando o Cris partiu, não me lembro de eles terem feito as pazes", disse Rafael.

Segundo ele, a discussão foi tão banal que não impactou a amizade entre Gusttavo Lima e o irmão de Cristiano, Felipe Araújo.

"Gustavo e Cris tiveram um convive grande na noite de Goiânia, e foi uma discussão como outra qualquer. A maior prova disso é o Felipe Araújo, irmã do Cristiano, faz vários eventos com Gusttavo. O Gusttavo tem ajudado a carreira do Felipe", disse.

Vanucci esclareceu que nunca existiu rivalidade entre os dois. 

"Eram dois artistas jovens buscando o seu espaço constantemente. Aí o Gustavo brilhava sozinho naquele meio solo e chegou o Cristiano... Os dois eram concorrentes, mas nem por isso, um competia com o outro. Isso se tornou uma proporção muito maior do que era. Eles tiveram, sim, uma desavença, mas eu sabia que um dia que eles se encontrassem, iam fazer as pazes", afirmou.