Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / PARTIU AOS 99 ANOS

Em seus 99 anos de vida, Príncipe Philip construiu trajetória marcada por gafes, polêmicas e mistérios

Relação difícil com o filho, boatos de traições e visão de mundo ultrapassada: a vida do consorte de Elizabeth II

Gustavo Assumpção Publicado em 09/04/2021, às 09h09

Em seus 99 anos de vida, Príncipe Philip teve trajetória marcada por gafes, polêmicas e mistérios na vida pessoal - Getty Images
Em seus 99 anos de vida, Príncipe Philip teve trajetória marcada por gafes, polêmicas e mistérios na vida pessoal - Getty Images

A morte de Príncipe Philip aos 99 anos nesta sexta-feira (9) marca o fim de uma era na Coroa britânica. Consorte da Rainha por mais de sete décadas, ele viveu uma vida marcada por uma dedicação fiel aos deveres como par de Elizabeth II, mas também consumida por polêmicas, gafes e relações tortuosas com membros da realeza.

Com o filho, Charles, ele protagonizou uma relação difícil marcada por desentendimentos. Distantes, os dois nunca foram próximos e se afastaram de vez quando ele decidiu se casar com Lady Di - especialistas na realeza sempre relataram que ele era quase um inimigo da princesa em sua vida palaciana. Após a separação, a relação esfriou de vez quanto suas tentativas de evitar o divórcio naufragaram.

Boatos sobre traições também sempre rondaram os tabloides britânicos. Em 2015, um documentário exibido pelo Canal 5, emissora britânica de TV, listava episódios extraconjugais envolvendo Philip, incluindo viagens de iate, noites em discotecas e até noites quentes com strippers. O caso mais longevo, porém, teria sido com Lady Penny Brabourne, a condesssa Mountbatten. Oficialmente grandes amigos, ela é apontada como um affair que por anos viveu um romance às escondidas com Philip.

AS GAFES

Ao longo de sua trajetória, Príncipe Philip protagonizou incontáveis episódios que geraram polêmica. Dono de um humor muito particular e representante de um modo de ver o mundo antiquado, ele já teve que desculpar várias vezes por comentários inapropriados. Com uma mente forjada por um período em que a colonização marcava o imaginário europeu, ele nunca escondeu seus preconceitos inclusive contra membros da Commonwealth, formada por antigas colônias britânicas.

No livro Prince Philip: Wise Words and Golden Gaffes, publicado em 2012, os jornalista Phil Dampier e Ashley Walton relatam algumas dessas situações polêmicas. Na obra, são listadas as situações inacreditáveis que ele protagonizou - entre elas confusões envolvendo membros de títulos reais, chefes de estado e até mesmo com o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

Em 1967, por exemplo, foi questionado publicamente sobre uma possível visita à União Soviética em plena Guerra Fria. Foi então enfático. “Gostaria muito de ir para a Rússia, apesar de os canalhas terem assassinado a metade da minha família”, disparou publicamente. Em 2001, ironizou um garotinho que confessou seu sonho de ser astronauta. "Não voará nunca, está muito gordo", afirmou deixando à mostra seu lado ácido e feroz.

No episódio mais famoso - e talvez mais recente - Philip estava em um evento real quando questionou um convidado negro: "De que exótico lugar do mundo você procede?”. Sem saber, ele falava com um lord, Taylor de Warwick. “Sou de Birmingham [uma das maiores cidades inglesas]".

VIDA RECLUSA

Com a idade avançada, Príncipe Philip se distanciou dos compromissos reais. Nos últimos vinte anos, diminuiu drasticamente suas aparições em eventos da realeza até que em 2017 renunciou oficialmente aos compromissos formais. Passou então a apenas acompanhar a Rainha em compromissos inadiáveis.

Nos últimos anos, a estreia do seriado The Crown, da Netflix, colocou a realeza na frente dos holofotes. O retrato realizado pela produção que mostrava um príncipe distante e frio com o próprio filho irritou a Coroa, que insistiu para que a produção fosse considerada uma ficção sem conexão com a realidade.

“A Rainha está ciente de que muitos que assistem The Crown veem a série como um retrato fiel da Família Real e ela não pode mudar isso. Ela ficou particularmente irritada com uma cena em que Philip não demonstra simpatia por um irritado Charles, enquanto eles estão voando de volta da Escócia. Isso simplesmente não aconteceu”, chegou a dizer um representante da Rainha em entrevista ao Daily Express.

A MORTE

Príncipe Philip, marido da Rainha Elizabeth II, faleceu nesta sexta-feira (9). "É com profunda tristeza que Sua Majestade a Rainha anunciou a morte de seu amado marido, Sua Alteza Real o Príncipe Philip, Duque de Edimburgo", diz o comunicado emitido pelo Palácio de Buckingham.

PhilipElizabeth foram casados por mais de 70 anos e viveram a união mais longeva da história da realeza. Nos anos 90, ele deixou os compromissos reais e desacelerou.

Apesar de gozar de boa saúde, o membro da realeza passou a fazer raras aparições somente em datas especiais quando acompanhava a monarca. 

Em fevereiro, Philip foi internado no hospital King Edward VII, o que levantou suspeitas de que ele teria contraído a Covid-19. Alguns dias depois, um comunicado emitido pela Coroa informou que ele estava tratando  uma infecção - ele também passou por uma cirurgia cardíaca.