Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / DESABAFO!

Em desabafo comovente, Angélica revela que sofreu abuso sexual: “Não fiz nada”

Em relato comovente, Angélica fala pela primeira sobre o ocorrido, revela que ficou sem reação e manda recado aos seguidores; veja

Redação Contigo! Publicado em 28/03/2022, às 20h38

Em desabafo comovente, Angélica revela que sofreu abuso sexual: “Não fiz nada” - Instagram
Em desabafo comovente, Angélica revela que sofreu abuso sexual: “Não fiz nada” - Instagram

A apresentadora Angélica surpreendeu os seguidores nesta segunda-feira (28) ao revelar que sofreu um abuso sexual, quando ainda era menor de idade. Pela primeira, a esposa de Luciano Huck comentou o assunto e ainda incentivou vítimas do mesmo crime a não se calarem diante das mesmas situações.

Durante uma entrevista com a advogada Luciana Temer para o site Mina Bem-Estar, onde o tema foi A Exploração e o Abuso Sexual contra Crianças e Adolescentes, a global explicou que a situação ocorreu na época em que ela lançou o famoso hit Vou de Táxi.

“Eu estava fazendo foto, estava lançando o ‘Vou de Táxi’, devia ter uns 15, 16 anos. Eu estava em Paris, fazendo foto, porque a música ‘Vou de Táxi’, é uma versão de uma música francesa. E estava na rua com 15 anos fazendo foto, os franceses perguntavam ‘quem é?’, ai falavam ‘ah é apresentadora brasileira’. ‘Ah é brasileira…’ eles falavam”, iniciou ela.

Em seguida, a loira deu mais detalhes da situação: “Era um grupo de jovens, de homens, meninos. O fotografo falou ‘fica aqui do lado dela pra fazer foto’. E aí vieram aqueles meninos todos e quando o fotógrafo falou que era uma brasileira, cantora do Brasil, eles foram chegando perto de mim e se esfregando em mim”, revelou a apresentadora.

NÃO REAGIU!

Angélica contou ainda que ficou sem reação: “Um dos meninos ficou passando a mão na minha bunda. Passando a mão em mim inteira. Eu estava atrás de um táxi, ninguém estava vendo e eu não fiz nada”. A esposa de Luciano Huck ainda disse que estar em outro país deixou as coisas mais complicadas.

“Eu estava num país que não era o meu, eles conversavam numa língua que não era a minha. É um assunto que ninguém fala… Eu estava sendo ali violentado por dois, três meninos, ninguém viu, eu sabia e eu não tive reação nenhuma, não fiz nada”, contou.

Em seu perfil das redes sociais, Angélica também comentou o assunto. Em um vídeo, ela demonstrou apoio a outras vítimas: “Convido vocês, que sofreram qualquer tipo de abuso/assédio, a me mandarem seus relatos através do meu direct, em formato anônimo ou se identificando. Eu vou recontar sua história, vamos quebrar esse silêncio. Juntas somos sempre mais fortes!”, escreveu.

Veja: