Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / DESABAFO

Edmundo se emociona ao falar da morte trágica do irmão: "Se envolveu com pessoas erradas"

Em entrevista, ele também explicou porque não foi ao enterro e ficou sem se despedir

Redação Contigo! Publicado em 02/10/2021, às 17h30

Edmundo se emociona ao falar da morte trágica do irmão: "Se envolveu com pessoas erradas" - Reprodução/Instagram
Edmundo se emociona ao falar da morte trágica do irmão: "Se envolveu com pessoas erradas" - Reprodução/Instagram

O ex-jogador Edmundo se emocionou ao lembrar da morte trágica do irmão há quase duas décadas.

Em entrevista ao podcast Inteligência Ltda, ele foi às lágrimas ao falar do assassinato de Luís Carlos Alves de Souza. Na época, ele não conseguiu sequer se despedir do irmão.

"Já passei pela Igreja evangélica, pela Católica, pela Umbanda e me encontrei no Kardecismo. Minha dúvida é se vou ver meu irmão de novo, quero poder abraçá-lo mais uma vez. Não pude estar no enterro. Foi em 2002 e eu estava no Japão", afirmou ele.

Edmundo não segurou as lágrimas. "Ele se envolveu com drogas e com pessoas erradas. Não sei se sou mesmo kardecista, mas gosto da doutrina. Da minha mãe e do meu pai, eu pude me despedir, mas não consigo me despedir do meu irmão. Sinto saudade dele todos os dias", afirmou.

Ele também lamentou não ter conseguido demonstrar mais seus sentimentos ao longo dos anos.

"Embora eu não seja tão amoroso, não sou de demonstrar muito... Nós éramos unha e carne, ficávamos 24 horas por dia juntos e o futebol me afastou dele. O futebol também não deixou eu me despedir dele", disse aos prantos. 

DESABAFO

O agora empresário Alexandre Mortágua, filho do craque Edmundo, desabafou após a repercussão de sua nova fonte de renda. Ele está vendendo geleias na pandemia, o que deixou muitos fãs do ex-jogador surpresos. O impacto que a notícia teve gerou uma surpresa no rapaz.

"O negócio está ótimo dentro dos limites do que pode uma empresa que tem duas semanas de existência (risos); mas tem sido interessante acompanhar o que as pessoas têm dito das minhas geleias. Minha vida parece incomodar mais do que o abandono paterno que eu sofri", disse ele ao site "gay.blog.br".