Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / EITA!

Advogado de André Gonçalves revela doença após prisão ser decretada: "Muito mal"

Esperando a chegada da tornozeleira eletrônica, ator está se recuperando em casa; veja

Redação Contigo! Publicado em 08/12/2021, às 16h26

Doente, André Gonçalves aguarda chegada da tornozeleira eletrônica:  "Ficou muito mal" - Reprodução/Instagram
Doente, André Gonçalves aguarda chegada da tornozeleira eletrônica: "Ficou muito mal" - Reprodução/Instagram

O ator André Gonçalves está se recuperando de uma gripe severa em sua mansão no Rio de Janeiro, informou o advogado do profissional, Sylvio Guerra.

Com a prisão decretada pela Justiça de Santa Catarina, ele aguarda em casa a chegada da tornozeleira eletrônica para começar a cumprir o que foi previsto pelas autoridades. 

"Ele está 85% recuperado, mas ficou muito mal com esse surto da influenza, além de ter somatizado tudo o que está acontecendo, o que certamente colaborou para baixa de sua imunidade. Mas agora está bem melhor e aguarda a notificação que deve chegar nos próximos dias", afirmou ao 'Extra'. 

O advogado também disse que o ator está abalado após sofrer críticas por ter prestado uma homenagem para Danielle Winits, com quem está casado há seis anos. 

"Ele tinha se recuperado bem, mas voltou a ficar malzaço com tudo isso. Afinal, qual o problema de uma pessoa postar uma foto para comemorar o aniversário de casamento com a própria mulher? Não podemos demonizá-lo por isso", afirmou. 

ELA TAMBÉM SE PRONUNCIOU

Recentemente, Danielle Winits surpreendeu os seguidores com sua homenagem ao marido, André Gonçalves. Ela fez uma reflexão sobre empatia e demonstrou seu apoio ao amado. "Empatia: Um caso de utilidade pública".

Vale lembrar que o ator teve sua prisão decretada por não pagar pensão à sua filha Valentina, de 18 anos. Desde 2017 o ator não cumpria com a pensão exigida pela ex-esposa, a jornalista Cynthia Benini, que abriu um processo contra André Gonçalves chegando ao decreto de prisão domiciliar ocasionada por uma dívida de R$ 352 mil.