Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / ESPERANÇOSA

Com esperança, Tatá Werneck clama pela cura de Paulo Gustavo que segue em estado grave: “Está chegando esse dia”

Internado em situação crítica, o artista recebe ótimas vibrações da apresentadora que torce pela vitória contra a Covid-19: “Vibrando seu milagre”

Redação Contigo! Publicado em 12/04/2021, às 09h29

Com esperança, Tatá Werneck clama pela cura de Paulo Gustavo que segue em estado grave: “Está chegando esse dia” - Reprodução/Instagram
Com esperança, Tatá Werneck clama pela cura de Paulo Gustavo que segue em estado grave: “Está chegando esse dia” - Reprodução/Instagram

Tatá Werneck amanheceu nesta segunda-feira (12) exalando energias para lá de positivas ao amigo Paulo Gustavo. Em suas redes sociais, a apresentadora clamou pela cura do amigo que segue internado em estado grave em luta contra às complicações da Covid-19.

No Instagram, a também comediante dividiu um clique divertidíssimo na companhia do ator e, na legenda da publicação, deixou um texto esperançoso e comovente.

"Hoje é dia de Vitória! Hoje é dia de cura! Pro Paulo Gustavo. Pra todos que precisam. Senhor, meu amor pelo Senhor é tremendo! É inabalável! Paulo com os filhos no colo, em sua casa, com sua mãe, Dea Lucia, sua irmã Ju Amaral, seu marido Thales Bretas, sua amiga fie, Susana Garcia, e todos nós vibrando sua vitória e seu milagre!”, disse a comandante do programa Lady Night.

Ela ainda acrescentou na expectativa. “Esse é meu final de Copa do Mundo! Está chegando esse dia. Obrigada meu Deus!”, disse Tatá.

O ESTADO DE SAÚDE

O ator Paulo Gustavo segue em estado grave internado no Rio de Janeiro. Em um novo boletim médico emitido na tarde deste domingo (11), a equipe responsável pelo cuidado ao ator revela que o estado é "crítico".

Nos últimos dias, o ator passou por uma série de procedimentos invasivos. Ele também apresentou complicações hemorrágicas que estão sendo controladas pela equipe médica.

"As diversas complicações pulmonares já demandaram procedimentos invasivos como broncoscopias, pleuroscopias e colocação de dispositivos intrapulmonares", diz a mensagem que classificava como muito grave a situação do ator.