Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / DESESPERADOR

Com Covid-19, Carolinie Figueiredo diz que pensou que não resistiria: “Assustada”

Com diagnóstico positivo para doença, Carolinie Figueiredo relata falta de ar e consequência drástica no fôlego

Redação Contigo! Publicado em 21/12/2021, às 14h57 - Atualizado às 14h57

Com Covid-19, Carolinie Figueiredo diz que pensou que não resistiria: “Assustada” - Reprodução/Instagram
Com Covid-19, Carolinie Figueiredo diz que pensou que não resistiria: “Assustada” - Reprodução/Instagram

A atriz Carolinie Figueiredo quebrou o silêncio e revelou nesta terça-feira (21) que contraíu o vírus da Covid-19. Em seu perfil nas redes sociais ela fez um relato em vídeo e contou, inclusive, que chegou a pensar que não resistiria à doença.

"Gente agora estou pronta pra falar sobre o que está acontecendo. Estou com Covid. Ainda estou bem gripada, voz anasalada e o cansaço ainda é bem grande. Que doença maluca”, começou dizendo.

E, prosseguiu. “Eu não sabia como o vírus ia reagir no meu corpo. Eu já estou no meu sétimo dia de sintoma, então eu sinto que a tendencia é eu ficar melhor cada dia. EU não tive febre, perdi um pouco do paladar e do olfato. O 5º dia foi enloquecedor porque juntou a covid com a minha crise de ansiedade, então eu passei po um momento horrível, aonde eu não conseguia muito bem respirar [...], eu achei que eu fosse realmente morrer”, confessou ela sobre o drama que passou.

Mesmo  em processo de melhora, ela revelou que as consequências da doença a deixaram espantada. “Eu estou muito assustada com o impacto no meu fôlego, isso é muito assustador e com um cansaço que ainda é muito presente", finalizou. 

DESABAFOU

Nesta quinta-feira (3), Carolinie Figueiredo usou as redes sociais para desabafar sobre fases em que vem vivendo com o corpo. A atriz usou seu instagram para relatar que passou anos se “espremendo” em roupas e se cobrando por não caber em algumas peças.

Ela registrou uma série de fotos mostrando um passeio no shoping e desabafou: "Hoje fui ao shopping comprar roupa pras crianças. Cruzei o espelho e pensei: 'Nossa como eu tô bonita'. Registrei a foto. Daí pensei: 'Já que eu tô me sentindo tão bem vou experimentar uns shorts Jeans que eu só tenho um que vai bem'. Experimentar roupa no provador já me abre muitos gatilhos de emoções difíceis de sentir.  Há anos eu visto 43: 44 fica largo, 42 apertado. E por anos tentei me espremer em roupas, culpando meu corpo por estar errado em não caber no short, na tv e na vida".