Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / DESABAFO

Cantor Guilherme Arantes revela que ficou paralítico durante viagem à Europa

Na Espanha por dois anos e meio, Guilherme Arantes conta que ficou maior parte do tempo em seu apartamento, já que sofria de dores na coluna

Redação Contigo! Publicado em 12/01/2022, às 18h00

Cantor Guilherme Arantes revela que ficou paralítico durante viagem à Europa - Reprodução/Globo
Cantor Guilherme Arantes revela que ficou paralítico durante viagem à Europa - Reprodução/Globo

O cantor Guilherme Arantes revelou nesta quarta-feira (12) que passou momentos de tensão durante sua estadia na Europa, que durou dois anos e meio. De volta ao Brasil há pouco tempo, ele contou que passou a maior parte do período da pandemia em uma cama, devido fortes dores na coluna.

Hospedado em um apartamento que adquiriu em Ávila, província de Castilla y León, na Espanha, ele explicou que recebeu boa parte dos cuidados médicos em sua residência. O músico, que agora está na Bahia, revelou ainda que ficou paralitico durante oito meses.

"Eu queria viajar mais, mas chegou a pandemia, aí simultaneamente tive um problema na coluna e fiquei oito meses de cama, paralítico. Fiquei com uma série de cervicobraquialgia [dor que inicia no pescoço e irradia para o braço], com umas dores excruciantes, horrível”, iniciou ele.

Na entrevista, concedida ao programa Cidinha Livre, da Super Rádio Tupi, o artista explicou, através de uma chamada telefônica, que tinha dificuldades até para se alimentar: “Não conseguia nem sentar na mesa para comer porque doía muito", contou ele.

ELOGIOU O SISTEMA

Após o relato comovente dos dias difíceis que passou longe do país, o cantor aproveitou ainda para elogiar o sistema de saúde brasileiro. Ele contou que, apesar de ter sido bem atendido pelos médicos europeus, o sistema do Brasil é mais avançado, principalmente no quesito prevenção.

“Fiquei em casa mesmo por conta da pandemia, mas tive médicos muito bons lá. Mas a nossa medicina no Brasil é fantástica. A parte de exames, de prevenção no Brasil é o mais avançado do mundo, até as pessoas humildes fazem pelo SUS ressonância magnética, ultrassom. Lá eu tive muita dificuldade, mas passei.”, disse ele.

Veja: