Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / Crime de ódio

Ator português Bruno Candé é vítima de assassinato à luz do dia e família se revolta: "Caráter premeditado e racista"

Suspeito é idoso de 80 anos que já teria ameaçado a vida do ator; entenda

Redação CONTIGO! Publicado em 26/07/2020, às 19h44 - Atualizado às 19h44

Ator português Bruno Candé é vítima de assassinato à luz do dia - Reprodução/Twitter
Ator português Bruno Candé é vítima de assassinato à luz do dia - Reprodução/Twitter

O ator Bruno Candé foi vítima de um crime violento neste sábado (25).

O astro das novelas portugueses foi alvejado por quatro tiros pela manhã, enquanto passeava com sua cadela de estimação. O suspeito, que foi preso em seguida, é um idoso de 80 anos. Ele tentou fugir da cena, mas foi impedido por transeuntes.

De acordo com relatos, inclusive da família de Bruno, a motivação seria racista e o idoso já havia ameaçado o ator de morte três dias antes, quando chegou a agredir a cadela e proferir xingamentos racistas contra ele. Uma atendente de comércio próximo afirmou que o idoso disse que a mãe do ator vinha da senzala. No momento do crime, ele teria dito a Bruno que "voltasse para sua terra", além de usar termos claramente racistas.

Um comunicado da família em parceria com a organização SOS Racismo afirma que "Fica evidente o caráter premeditado e racista deste crime hediondo. Os filhos, a família e amigos do Bruno Candé Marques perderam um pai, um filho, um irmão e um amigo cuja vida foi ceifada pelo ódio, uma perda irreparável. Prestamos homenagem ao Bruno e exigimos que a justiça seja feita de forma célere e rigorosa".

Bruno tinha 39 anos e participou das novelas Única Mulher e Rifar o Coração.