Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / Tragédia

Artistas se revoltam e lamentam incêndio na Cinemateca Brasileira, em São Paulo: "Inaceitável"

Leandra Leal, Leci Brandão e outros falam sobre a destruição do galpão que começou por volta das 18h desta quinta-feira (29)

Redação CONTIGO! Publicado em 29/07/2021, às 19h53

Leandra Leal, Leci Brandão e outros falam sobre a destruição do galpão que começou por volta das 18h desta quinta-feira (29) - Reprodução/Twitter
Leandra Leal, Leci Brandão e outros falam sobre a destruição do galpão que começou por volta das 18h desta quinta-feira (29) - Reprodução/Twitter

Na noite desta quinta-feira (29), artistas como Leandra Leal e Leci Brandão usaram suas redes sociais para expressar sua indignação pelo incêndio que atingiu o galpão com parte do acervo da Cinemateca Brasileira da Vila Leopoldina em São Paulo.

O local foi atingido por outro incêndio em 2016 e pela tempestade do ano passado, com uma área de construção de cerca de 6.356 metros quadrados e cerca de 200 mil filmes. Com poucas informações sobre o início do incêndio o que se sabe é que não há registro de feridos.

Abaixo, você confere alguns dos desabafos e lamentações escritos pelos artistas.

Leandra Leal se indignou em poucas palavras: "É muito revoltante perder parte do acervo da cinemateca, é inaceitável e triste."

O ator Marcelo Serrado também lamentou: "Cinemateca em chamas! Uma tristeza com o fruto do abandono desse governo!!"

"2 anos avisando, produtores bancando funcionários do próprio bolso, 2 anos de alerta. O que queima hoje na cinemateca é a história desse país. Não é acidente. Que tristeza", escreveu a atriz Paula Braun.

A atriz Ana Hikari desabafou: "Tragédia anunciada: Galpão da Cinemateca Brasileira pegando fogo. A Cinemateca já vinha pedindo ajuda há muito tempo. É fruto de um projeto de sucateamento da cultura. Literalmente APAGAMENTO da nossa memória brasileira. 4 toneladas de história do Cinema Brasileiro naquele galpão."

O cantor Tico Santa Cruz ainda relembrou outras tragédias: "Uma hora são os dados do CNPq - Ciência ( pesquisa ). Outro dia - Incêndio na Cinemateca Brasileira ( Cultura ). Alguém duvida que isso tudo seja um projeto de destruição?"

A ex-BBB Lumena Aleluia escreveu: "O que o apagão da Plataforma CNPQ e o incêndio da Cinemateca têm em comum? Descaso atrás de descasos. Zero interesse no investimento em tecnologias educacionais e culturais. Isso é grave. Muito grave."

"As imagens da cinemateca em chamas são algo devastador. Uma tragédia anunciada. Um descaso que dói. O pior governo da história", lamentou Sarah Oliveira, apresentadora.

"A CRÔNICA DE UMA MORTE ANUNCIADA. A MEMÓRIA DO PAÍS INDO PRO RALO. A cinemateca em chamas. Matéria de um ano atrás. E nada foi feito. Que triste", disse Dadá Coelho, atriz e diretora.

A sambista Leci Brandão também escreveu: "Uma tragédia anunciada! Tristeza! O galpão da Cinemateca da Vila Leopoldina está em chamas. É criminoso o descaso do governo com a cultura e a memória do nosso povo. Os trabalhadores da cinemateca têm alertado que é preciso cuidar desse patrimônio. Precisamos tirar o genocida do poder!"

"Mais um descaso! Não sei nem o que dizer!", João Luiz, professor e ex-BBB.