Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / EITA!

Após polêmica com homofobia, Mauricio Souza diz que demissão foi culpa da “turma da lacração”

Jogador de vôlei que foi desligado do Minas Tênis Clube diz que direção do time fez de tudo para mantê-lo na equipe

Redação Contigo! Publicado em 28/10/2021, às 20h42

Após polêmica com homofobia, Mauricio Souza diz que demissão foi culpa da “turma da lacração” - Instagram
Após polêmica com homofobia, Mauricio Souza diz que demissão foi culpa da “turma da lacração” - Instagram

Após ser demitido do Minas Tênis Clube por se envolver em uma polêmica e ser acusado de homofobia por internautas, Mauricio Souza usou as redes sociais nesta quinta-feira (28) para explicar o contexto real do desligamento.

O jogador de vôlei, que também já atuou na seleção brasileira, compartilhou um vídeo em que afirma que a direção do clube não queria encerrar o contrato, mas precisou após a pressão da “turma da lacração”.

“A culpa disso tudo é da turma da lacração, que fez pressão nos patrocinadores e acarretou de o particionador ameaçar tirar o patrocínio tanto do time masculino, quanto do feminino e isso ficou insustentável.”, disse ele.

O atleta falou ainda que um dos diretores do clube, Elói, e o presidente, Ricardo, fizeram de tudo para mantê-lo no time e que, infelizmente, a equipe não aguentaria perder tantos patrocínios.

“Eles são homens de verdade. A culpa é da galera que não aceita mais opinião contrária à deles, qualquer coisa falada que não seja o que eles aprovam você é homofóbico e preconceituoso. A tolerância do outro lado é zero!”, afirmou.

Veja:

ENTENDA

O jogador foi desligado na última quarta-feira (27) do Minas Tênis Clube, onde atuava.

A quebra de contrato do atleta foi informada pelo próprio clube, através de um comunicado nas redes sociais, e ocorreu após declarações polêmicas do jogador, que foi acusado de homofobia por internautas.