Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / EMOÇÃO

Após piora súbita de Paulo Gustavo, Preta Gil faz emocionante declaração e promove vigília de oração: "Te senti vivo"

O humorista está hospitalizado desde o dia 13 de março e apresentou uma severa piora nos últimos dias

Redação Contigo! Publicado em 04/05/2021, às 09h34

Após piora súbita de Paulo Gustavo, Preta Gil faz emocionante declaração e promove vigília de oração: "Te senti vivo" - Reprodução/Instagram
Após piora súbita de Paulo Gustavo, Preta Gil faz emocionante declaração e promove vigília de oração: "Te senti vivo" - Reprodução/Instagram

Após a notícia da piora drástica do humorista Paulo Gustavo, Preta Gil utilizou suas redes sociais, nesta segunda-feira (03), para resgatar um momento ao lado do colega e fazer um apelo. 

"Meu melhor amigo, meu irmão de alma, minha inspiração, meu alicerce. Nunca te senti tão vivo em mim em todos que te amam! Meu coração bate acelerado porque sinto como você é forte e esta lutando. Venho aqui gritar para todo mundo como te amo e como preciso de você, sim, fui egoísta agora em dizer que preciso de você, que boba! Sua família, seus amigos seus fãs precisam de você aqui, sendo a pessoa mais generosa, amorosa e engraçada das nossas vidas!", declarou. 

Preta ainda prosseguiu o emocionante desabafo, afirmando que ela e sua família estão realizando uma vigília de oração. "Vamos continuar a rezar e orar gente vamos juntos nesse exército de amor por Paulo Gustavo nosso amado!"

O BOLETIM

Nesta segunda-feira (03), foi divulgado a imprensa que o ator e comediante Paulo Gustavo teve uma piora preocupante em seu quadro clínico.

Ainda na UTI, o relatório diz que o ator interagiu com a equipe médica e com o marido no dia anterior, porém, com a chegada da semana, houve notícias ruins.

"À noite, subitamente, houve piora acentuada do nível de consciência e dos sinais vitais, quando novos exames demonstraram ter havido embolia gasosa disseminada, incluindo o sistema nervoso central, em decorrência de uma fístula bronquíolo-venosa. Infelizmente, a situação clínica atual é instável e de extrema gravidade”.