Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / LUTO

Após morte da irmã por Covid-19, Criolo aponta negacionismo e falta de educação do povo brasileiro: "Destino fúnebre"

O rapper fez uma publicação emocionante em homenagem a Cleane Gomes, que morreu aos 39 anos; veja

Redação Contigo! Publicado em 09/06/2021, às 18h13

Após morte da irmã por Covid-19, Criolo aponta negacionismo e falta de Educação do povo brasileiro: "Destino fúnebre" - Reprodução/Instagram
Após morte da irmã por Covid-19, Criolo aponta negacionismo e falta de Educação do povo brasileiro: "Destino fúnebre" - Reprodução/Instagram

Nesta quarta-feira (9), o rapper Criolo fez uma crítica à nação brasileira ao homenagear sua irmã Cleane Gomes, que morreu aos 39 anos por Covid-19. 

Com uma sequência de registros antigos da jovem, o cantor escreveu: "Toda a nação que virar as costas para a educação, terá como destino fúnebre a lápide de seus filhos".

"Através de sua obra, o poeta imortaliza-se", dizia os escritos em uma das fotos publicadas. Os cliques englobaram momentos da infância dos irmãos bem como Cleane nos braços da mãe, Maria Vilani, quando ainda era bebê. 

Nos comentários, celebridades deixaram seu apelo ao compositor. "Meu amor todinho pra você e sua família", escreveu a atriz Samantha Schmütz. "Meu abraço mais quentinho", comentou Regina Casé. E, por fim, a cantora Preta Gil prestigiou: "Meus sentimentos".

O CASO

Faleceu aos 39 anos Cleane Gomes, irmã do rapper Criolo. Ela não resistiu após complicações da Covid-19 e partiu nesta terça-feira (8).

Quem contou aos fãs a triste notícia foi Maria Vilani, mãe da jovem e do cantor.

"Papai do céu presenteou-me com dois meninos maravilhosos, e depois de sete anos você chegou, depois de uma gravidez muito difícil, pois parecia que você não queria vir a esse mundo, mas aceitou a missão para fazer-me feliz", disse ela em um post comovente.

Confira:

View this post on Instagram

A post shared by CRIOLO (@criolomc)