Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / COMO ASSIM?

Após descer a lenha em famosos, Samantha Schmütz se arrepende por ter criticado Deborah Secco: "Eu errei"

A atriz voltou atrás após criticar celebridades que fazem 'dancinha' nas redes sociais ao invés de pronunciamentos; veja

Redação Contigo! Publicado em 20/06/2021, às 10h26

Após descer a lenha em famosos, Samantha Schmütz se arrepende por ter criticado Deborah Secco: "Eu errei" - Reprodução/Instagram
Após descer a lenha em famosos, Samantha Schmütz se arrepende por ter criticado Deborah Secco: "Eu errei" - Reprodução/Instagram

Samantha Schmütz se mostrou arrependida após ter criticado alguns artistas na web pela falta de posicionamento político. 

Após a morte de Paulo Gustavo, a atriz tem mostrado atitudes firmes e, utilizando suas redes sociais, vem cobrando que outros famosos façam o mesmo. Na semana do falecimento, ainda indignada, ela apoiou um comentário que criticava atitudes de artistas como Deborah Secco que seguiram sua vida normalmente. O julgamento citava até mesmo fazer 'dancinhas' nas plataformas digitais como se o país não estivesse enfrentando um momento trágico. 

"Falamos com tantas pessoas na internet e não estamos tratando assuntos sérios. Não é para as pessoas pararem de fazer publicidade ou dancinhas. Não é isso. Mas é cruel fazer neste momento. Mais uma vez, não estou apontando o dedo para alguém. Todos nós temos que nos questionar: Será que é legal só mostrar a vida maravilhosa? Não quero transformar isso numa briga pessoal", disse ela em entrevista para o jornal O Globo.

"Estava muito chateada quando falei aquilo sobre a Deborah; a morte do Paulo estava muito recente. Eu errei, não foi legal. Não deveria ter feito. O dia que nos encontrarmos, quero falar sobre esse assunto com ela. Não desejo que isso vire uma grande coisa".

MILITANTE

Samantha Schmütz fez questão de comparecer na manifestação deste sábado (19) contra o governo Bolsonaro.

Cada vez mais posicionada, a atriz foi fotografada ao chegar para o protesto no Rio de Janeiro que luta contra o governo federal.