Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / REVELAÇÕES

Andressa Urach conta que recebeu R$ 80 mil para fingir namoro com sertanejo: "Ele nem sabia, coitadinho"

Hoje convertida, ela também conta quanto cobrava por programa no auge da fama

Redação Contigo! Publicado em 24/07/2020, às 11h19 - Atualizado às 11h19

Andressa Urach conta quanto cobrava por programa - Reprodução
Andressa Urach conta quanto cobrava por programa - Reprodução

A modelo Andressa Urach deu uma entrevista reveladora em que revela que já viveu um namoro de fachada por dinheiro.

Em conversa com o jornalista Leo Dias, ela lembra o período em que foi garota de programa. No auge da fama, ela chegou a ganhar R$ 30 mil por noite.

"Sem ser famosa de 400 a 3 mil era o cachê. Depois de famosa de 5 até 30 mil reais eu cheguei a ganhar por um programa", declarou.

Ela conta que aceitou até uma proposta para bombar a carreira de um cantor. "Eu cheguei a ganhar 80 mil reais só pra fingir namorar um rapaz para que ele ficasse famoso. Um sertanejo ficar em evidência. Na época ele assumiu, ele falou que era verdade. Na verdade, a culpa nem era dele, era do pai dele que me contratou. Ele nem sabia, coitadinho. Um menino querido", declarou.

Ela conta que mesmo após a participação em A Fazenda continuou se prostituindo.

"[o cachê era ] no mínimo, 7 mil reais depois de repetir. De primeira era 15 mil. Aí se ficasse comigo de novo eu dava um desconto e ficava 7 mil. No auge mesmo, 15 mil reais era a média. Eu já cheguei a cobrar 30 mil. Para você ter ideia, eu estava envolvida com o crime. Eu cheguei a namorar com chefe de facção", declarou ela.

MARKETING

Na conversa, ela também negou que sua transformação fosse uma jogada de marketing.

"É normal, não é, Léo?! Sabe por quê? Antes de conhecer a Deus, conhecer o senhor Jesus, eu também falava e eu entendo perfeitamente essas pessoas. Porque eu dizia assim: “Ah, aprontou, aprontou e agora se esconde atrás da Bíblia”. Então, isso que as pessoas falam eu falava porque eu não conhecia Deus. No fundo, eu tinha mágoa de Deus, Léo. Porque eu fui abusada sexualmente na infância. Aí eu pensava assim: onde é que estava Deus que me deixou ser abusada? Então eu tinha muita raiva, eu tinha muito ódio no meu coração. Eu tinha sede de vingança. Dentro de mim existia um turbilhão de emoções a ponto de explodir como uma panela de pressão. É normal que as pessoas não acreditem quando ela tem um passado de muita dor, de muito sofrimento. Ou de repente ela estudou demais e ela vai muito pela ciência", declarou.