Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!

Renata Alves comemora trajetória na TV, e a presença 'definitiva' da família, em São Paulo

Depois de muitas idas e vindas, a apresentadora do Hoje em Dia fala das dificuldades que enfrentou até se firmar no programa

Por Tainá Goulart Publicado em 11/08/2016, às 16h24 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h44

Renata Alves com o marido, Diego, e o filho, Dieguinho - Martin Gurfein
Renata Alves com o marido, Diego, e o filho, Dieguinho - Martin Gurfein
Renata Alves, 36 anos, senta no banco para descansar e recuperar o fôlego. No entanto, é por pouco tempo. Dieguinho, 5, seu filho com o empresário Diego Gonzaga, 35, chega perto e já a chama para terminar a ‘partida’ com ele. “Sem descanso, mãe”, reclama ele, que, assim como Renata, também veste a camisa do Vasco da Gama, time de futebol passado de pai para mãe e, depois, para o menino. “Quem começou com essa história de Vasco foi o Diego, que acabou me influenciando, pois não tinha um time do coração. Depois da chegada do Dieguinho, a paixão se desenvolveu naturalmente. Hoje, vamos sempre aos jogos do ‘Vascão’, é um programa tradicional da nossa família”, diz a apresentadora, que comanda o programa Hoje em Dia (Record), ao lado de Ana Hickmann, César Filho, e Ticiane Pinheiro. A paixão é tanta que o menino dribla a mãe com facilidade, segura a bola com maestria e ainda conversa com ela sobre os jogos da série B do Campeonato Brasileiro deste ano. “É incrível como ele gosta de ver todas as partidas, de todas as séries do nosso futebol. Sabe tudo! Escalação, conhece jogador, regras, mudanças de técnicos...”, revela.
AUSÊNCIA EM CASA
Mesmo com a rotina puxada das gravações, Renata não deixa o cansaço dominar. Ela quer aproveitar seu tempo livre para brincar com o garoto, uma vez que passou boa parte de 2015 longe dele. Com o convite para apresentar a atração matinal, a apresentadora precisou vir para São Paulo sem a família, que ficou em Aracaju. “Foi um dos períodos de maior provação da minha vida. Eu vivia os finais de semana no avião e era muito difícil ficar longe dos dois, praticamente o ano inteiro. Meu marido me apoiou muito, ele sabia da importância que essa chance tinha pra mim. Diego ficou lá em Aracaju resolvendo coisas da sua produtora de vídeo e eu aqui. Não dava para nenhum dos dois lados largarem seus trabalhos, então, sabíamos que esse período longe seria para fortalecer a nossa família”, justifica. Devido à ausência, a jornalista perdeu momentos importantes da vida do filho. “Dieguinho aprendeu a andar de bicicleta e eu não estava lá para acompanhar. Meu coração ficou partido em mil pedaços, mas sabia que era por um objetivo muito válido o meu sacrifício. Hoje, eu tento recompensar toda essa ausência com muita energia para brincar com meu filho. De vez em quando, eu levo ele para acompanhar as gravações do Hoje em Dia e ele se comporta muito bem nos bastidores. É elogiado por toda a produção e eu fico bem orgulhosa.” 


Há 13 anos junto, o cal não tem medo da distância. "Ele tem o trabalho dele e está muito focado. Vai experimentar o sofrimento que eu passei (risos)"

SINERGIA FORA DA TELEVISÃO
Ainda em processo de mudança para o novo lar, em Perdizes, bairro da capital paulista, Renata e Dieguinho ainda estão se adaptando ao jeito inquieto dos paulistanos. “As diferenças são gritantes e as pessoas são muito workaholic! Lá em Aracaju, tudo parece ser mais leve, eu morava em frente à praia, então, dá para me entender! Porém, fomos recebidos com muito carinho por todos, principalmente pelo pessoal do programa. Eles me ajudam muito, me ligam se eu estou precisando de alguma coisa. Nós sempre nos reunimos para fazer um jantar na casa de alguém, cada um leva um prato e a gente passa a noite inteira conversando.” Até convite para ver jogo de futebol com César Filho ela recebeu. “Fomos ver São Paulo x Vasco com o César, são-paulino fanático, do lado da torcida dele. Dieguinho foi vestido com o uniforme do Vasco e eu e o Diego com a camisa oficial. Foi muito divertido, pena que acabamos não ganhando”, relembra. 
Se antes era Renata quem ficava viajando na maioria dos fins de semana, agora é a vez do marido, que não se mudou para o novo endereço da família. “Ele tem o trabalho dele e está muito focado. Por isso, vai experimentar o sofrimento que eu passei (risos)! A gente torce um pelo outro e nos queremos bem. Confio muito nele e sei que nós estamos fazendo o que é melhor para nossa família. Sentir saudades é natural, mas hoje conseguimos diminuir esse sentimento com as tecnologias. Estamos sempre conectados!”


Entre um drible e outro, a apresentadora curte o tempo com o menino, devidamente uniformizados com a camisa do Vasco da Gama